Microsoft vê vendas do Xbox estacionarem em 2015

Por Redação | 24.04.2015 às 18:16

Após uma temporada de Natal com quedas de preço, grandes lançamentos e um total de vendas maior que o do rival PlayStation 4, a Microsoft passa agora por um período de marasmo neste começo de 2015. De acordo com relatórios financeiros divulgados nesta sexta-feira (24), cerca de 1,6 milhão de unidades dos dois consoles da marca Xbox foi enviado às lojas entre janeiro e março deste ano, o que mostra uma queda na procura pelos aparelhos da empresa.

Infelizmente, não é possível saber exatamente qual proporção desse total corresponde ao Xbox One, o novo aparelho, em relação ao Xbox 360, da geração passada. Ainda assim, especialistas de mercado apontam que, do total, entre 1,12 e 1,34 milhão de aparelhos correspondem à novidade, enquanto o restante exibe a situação em queda do vídeo game que já está completando dez anos de idade.

São dados que, nem de longe, representam problemas para a fabricante, mas que também acabam sendo algo a se considerar. Os números representam uma queda de 20% no total enviado às lojas em relação ao começo do ano passado – quando o aparelho havia acabado de chegar às lojas – e também uma redução significativa em relação ao período de Natal. São fatores que podem dificultar o combate contra o PS4, que desde seu lançamento, vem vendendo mais, tendo essa sequência interrompida pelo Xbox One apenas na temporada de compras do ano passado.

As baixas nos preços dos consoles e as promoções intensas aliadas a distribuidores de jogos também tiveram seu impacto sobre os números, com queda de 24% no faturamento da divisão Xbox em relação ao ano passado. Mais uma vez, claro, é importante citar que, no primeiro trimestre de 2014, o One ainda era uma novidade e, apesar de as compras de Natal já terem passado, ainda havia bastante interesse sobre a plataforma de nova geração, principalmente quando se pensa que, após a temporada de grandes vendas, os preços de games e acessórios sempre acabam reduzidos.

Por fim, a Microsoft notou também uma ligeira queda, de 7%, nas rendas obtidas pelos publicadores e desenvolvedores parceiros. Esse dado se refere ao total obtido com as vendas de jogos para o Xbox 360 e Xbox One, indicando que, junto com uma redução no sucesso dos consoles, vem também um menor interesse nos games daquela plataforma. E é aqui que, apontam analistas, está o grande nó que, caso seja deixado desatendido pela fabricante, pode acabar dificultando ainda mais sua vida no mercado de games.

Por enquanto, a situação parece tranquila e sob controle. A Sony ainda não revelou seus dados relacionados ao PlayStation, e quanto isso acontecer, dependendo de como a situação estiver, possivelmente veremos uma reação da Microsoft para se tornar, mais uma vez, a empresa líder em venda de consoles no mundo.

Fontes: Microsoft, Ars Technica