LEGO vai inaugurar centro de materiais sustentáveis até 2016

Por Redação | 02 de Julho de 2015 às 12h16

Menos de um ano depois da LEGO anunciar um contrato promocional de 50 anos com a empresa de petróleo e gás Shell, sob pressão do Greenpeace, a fabricante de brinquedos agora anunciou planos de ficar longe da indústria do petróleo.

Isso porque agora a empresa está trabalhando na criação do Centro Lego de Materiais Sustentáveis em sua sede, localizada em Billund, na Dinamarca, para até o final de 2016. O objetivo é fabricar todos os brinquedos e as suas embalagens com o uso de material sustentável até 2030.

"Nós já demos passos importantes para reduzir a nossa pegada de carbono e deixar um impacto positivo no planeta através da redução do tamanho da embalagem, da introdução de embalagens certificadas pelo FSC (sigla em inglês para Conselho de Manejo Florestal) e nosso investimento em um parque eólico. Agora estamos acelerando o nosso foco em materiais", comenta Jørgen Vig Knudstorp, CEO e presidente do Grupo Lego.

O Centro Lego de Materiais Sustentáveis vai concentrar os seus esforços para encontrar os melhores materiais para a construção dos bloquinhos que fazem a alegria de milhares de pessoas. Além disso, o local deve empregar mais de 100 novos funcionários especialistas em ciências dos materiais. A empresa também pretende colaborar com o World Wildlife Fund, uma ONG com quem já vem trabalhando com o projeto Climate Savers, que avalia a sustentabilidade e o impacto de novos materiais.

Ao todo, a Lego fabrica mais de 60 mil peças a partir de mais de 77 mil toneladas de matéria-prima todos os anos. Portanto, com a mudança, a expectativa é que a empresa reduza drasticamente o impacto ambiental negativo.

Fonte: CNET

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!