Konami confirma que vai mudar seu foco para jogos mobile

Por Redação | 14.05.2015 às 17:06

No passado, a produtora Konami já criou uma série de jogos clássicos para consoles, como Contra, Gradius, Castlevania, Metal Gear Solid e Silent Hill. Agora, a empresa enfrenta uma situação bem complicada e parece que a saída encontrada foi focar em dispositivos móveis como sua principal plataforma de trabalho.

Rumores acerca do assunto já circulam na web há algum tempo, e uma nova informação surgiu de uma entrevista com o novo presidente da Konami, Hideki Hayakawa. De acordo com o executivo, a produtora vai "buscar jogos móveis agressivamente", e ainda comentou que "os jogos se espalharam por uma série de plataformas, mas que no final das contas, a plataforma que está sempre mais próxima de nós é o smartphone”. Para ele, dispositivos mobile são o futuro dos games.

"Esperamos que nossos jogos, como Metal Gear Solid V e Winning Eleven, continuem fazendo sucesso no exterior, mas estamos sempre pensando em como levar nossas franquias também para dispositivos móveis. Com jogos multiplataforma, não há necessidade de dividir o mercado em categorias", completou Hayakawa.

Durante a entrevista, o presidente da Konami também disse que a empresa vai continuar investindo forte no modelo pay-as-you-play (algo como "pague à medida que você joga"), adotado atualmente no game de futebol Winning Eleven. "Nossos jogos devem mover-se com a venda de coisas como 'itens' e 'recursos'", explicou.

A confirmação sobre a mudança de foco da companhia surge algumas semanas depois de notícias preocupantes sobre a editora japonesa, incluindo a polêmica envolvendo a saída de Hideo Kojima da empresa, um fechamento de capital na New York Stock Exchange, e ao desconcertante cancelamento da aclamada franquia Silent Hills.

Em março, a Konami também anunciou que estava se reestruturando para ser capaz de responder às rápidas mudanças do mercado que cercam o negócio de entretenimento digital.

A Konami não foi a primeira da indústria dos games a anunciar mudanças. Em janeiro deste ano, a SEGA anunciou um downsizing em seus escritórios dos Estados Unidos e Japão, além de um novo foco nos jogos mobile e digitais para PC.

Com informações do Ars Technica