Jogador é banido da PSN depois de encontrar personagem nua em Watch Dogs 2

Por Sérgio Oliveira | 16 de Novembro de 2016 às 10h24
photo_camera Divulgação

Watch Dogs 2 mal foi lançado e já está sendo alvo de polêmicas. Mas calma aí, pois dessa vez não se trata de reclamações de que o jogo é ruim ou sofreu downgrade, como aconteceu com Watch Dogs. Pelo contrário.

Parece que a Ubisoft exagerou no realismo do seu jogo recém-lançado e quem pagou o pato por isso foi um jogador chamado Adam. Em um tópico no NeoGAF, ele disse que estava jogando Watch Dogs 2 e acidentalmente matou uma prostituta em um beco após explodir uma tubulação de gás. Quando foi conferir o estrago que fez, ele se deparou com uma vagina perfeitamente renderizada entre as pernas da mulher.

Atenção! Se quiser ver a imagem, clique aqui. Conteúdo explícito. Só clique se tiver certeza.

Obviamente, a situação inusitada chamou a atenção do rapaz, que rapidamente fez uma captura de tela e a compartilhou usando o botão "Share" do PlayStation 4. O problema é que a Sony não viu a atitude com bons olhos e acabou banindo o jogador da PSN até o próximo dia 21 de novembro, alegando que os termos do serviço proíbem o compartilhamento de conteúdo "adulto ou sexual".

Mais bizarro do que esse caso é o fato de a vagina digital ter passado despercebida pela auditoria da Ubisoft antes de Watch Dogs 2 ser lançado publicamente. E, ao que tudo indica, ela não foi o único órgão sexual renderizado pela equipe responsável pelo game. Depois do relato de Adam, vários outros jogadores começaram a compartilhar imagens e vídeos mostrando homens andando totalmente nus mostrando todos os seus "documentos" pelas ruas do jogo. Só que ninguém foi banido ou chamado a atenção por isso. Estranho, né?

Enfim, polêmicas à parte, a Sony foi contatada pela imprensa internacional e achou melhor permanecer em silêncio e não comentar o caso. Já a Ubisoft prometeu liberar um patch para corrigir o problema e impedir que casos como esse voltem a acontecer. Quanto a Adam, ele disse, no Twitter, que seu acesso à PSN foi restabelecido nesta terça-feira (15) depois de as pessoas o defenderem nas redes sociais.

Via Engadget, NeoGAF