Inteligência artificial de Elon Musk vai participar de campeonato de Dota 2

Por Redação | 27 de Junho de 2018 às 17h43

A OpenAI vai voltar ao campeonato internacional de Dota 2 em 2018. Depois de derrotar o famoso Danil “Dendi” Ishutin no ano passado, a inteligência artificial desenvolvida por Elon Musk deve aparecer agora com uma versão melhorada para a “Internacional 2017”.

Intitulada OpenAI Five, em referência às suas cinco redes neurais independentes, a I.A. participará de confrontos cinco contra cinco. Haverá algumas restrições, entretanto. O programa não poderá, por exemplo, utilizar wards (itens que conferem visão ampliada do terreno) e nem utilizar invocações e ilusões – além de poder utilizar apenas cinco dos 115 heróis disponíveis.

Treinos de “180 anos” diários

A OpenAI manteve ritmo árduo de treinamento para chegar à sua versão atual – árduo para os padrões humanos, pelo menos. Se a versão que mandou Dendi para a lona no ano passado já contava um período de treino equivalente a várias vidas humanas, a nova Five manteve práticas diárias (combatendo contra si mesma) equivalentes a 180 anos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Segundo o blog oficial do programa, a OpenAI Five “treinou utilizando uma versão expandida do [algoritmo] Proximal Policy Optimization, rodando em 256 GPUs [unidades de processamento gráfico] e em 128 mil CPUs”. Basicamente, uma versão com esteroides daquela que derrubou o campeão no “um contra um” de 2017.

OpenAI Five: táticas arrojadas e trabalho em equipe

Parte disso é perceptível nas escolhas estratégicas do programa. Por exemplo, a Five é capaz de sacrificar recompensas rápidas por vantagens mais duradouras, reduzindo, por exemplo, a coleta de ouro para armar táticas que tomam mais tempo – a fim de conseguir atacar torres. “Essas observações reforçam a nossa crença de que o sistema foi realmente otimizado”, diz a postagem oficial.

Trabalho em equipe

Além disso, conforme comentou o jogador de Dota 2 William “Blitz” Lee, “a capacidade de trabalhar em conjunto do bot é impressionante”. Segundo Lee, o OpenIA Five é capaz de utilizar táticas consideradas de vanguarda mesmo entre os jogadores profissionais – tal como sacrificar parte do próprio território a fim de conquistar o do adversário mais rapidamente.

O jogador continua: “Ele se parece com cinco jogadores altruístas jogando com uma boa estratégia geral.” Five também é capaz de tomar decisões atípicas, como favorecer personagens de suporte em detrimento de outros considerados prioritários.

Agora resta ver como o novo “bichinho virtual” de Elon Musk vai se sair na Internacional 2018. O evento tem previsão para ocorrer entre os dias 20 e 23 de agosto na Rogers Arena, em Vancouver (Canadá).

Fonte: OpenAI Blog

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.