Governo chinês bane Fortnite e PUBG, junto de outros, do país

Por Rafael Arbulu | 12 de Dezembro de 2018 às 13h50

Uma regulamentação mais rígida implementada pelo governo chinês fez com que diversos jogos fossem banidos do varejo local do país. Ao menos dois deles — PlayerUnknown’s Battlegrounds (PUBG) e Fortnite — foram efetivamente retirados do mercado, sem chance de retorno em um primeiro momento.

Boa parte dos jogos requer “apenas” edições de conteúdo que removam missões específicas ou alterem o vestuário mais revelador de personagens femininas. Já os outros, banidos, trazem conteúdo proibido pelos padrões governamentais chineses, ao ponto de que qualquer alteração efetivamente mudaria o produto por completo. Logo, é mais fácil baní-los. A medida é drástica ao ponto de até mesmo jogos “da casa”, como PUBG, que é uma propriedade da Tencent Gaming.

PUBG acabou banido da China após governo revisar conteúdo de diversos jogos e rotulá-lo inaceitável para rodar o varejo loval do país

Os 20 jogos da tabela abaixo foram afetados pela revisão do governo da China em seus conteúdos. Praticamente todos os banidos são parte do gênero Battle Royale, ao passo que outros são MMOs comuns que pedem por alguma edição:

Jogo Motivo Ação/Resultado
Arena of Valor (Tencent) Personagens femininas excessivamente reveladoras; recompensas baseadas em ranking; conceitos distorcidos de história e cultura Correção e edição
League of Legends (Riot) Personagens femininas excessivamente reveladoras; recompensas baseadas em ranking; lobby de chat desarmonioso Correção e edição
Blade & Soul (NCSOFT) Personagens femininas excessivamente reveladoras; lobby de chat desarmonioso Correção e edição
Chu Liu Xiang (NetEase) Personagens femininas excessivamente reveladoras; lobby de chat desarmonioso; missões do jogo incluem incentivo à fraude Correção e edição
Overwatch (Blizzard) Visuais promovem valores inaceitáveis; lobby de chat desarmonioso Correção e edição
Diablo (Blizzard) Lobby de chat desarmonioso; missões do jogo incluem incentivo à fraude Correção e edição
World of Warcraft (Blizzard) Personagens femininas excessivamente reveladoras; lobby de chat desarmonioso Correção e edição
Westward Journey (NetEase) Personagens femininas excessivamente reveladoras; lobby de chat desarmonioso; conceitos distorcidos de história e cultura Correção e edição
Code Eva (Tencent) Recompensas baseadas em ranking; conceitos distorcidos de história e cultura Correção e edição
The Legend of Mir 3 (WeMade) Lobby de chat desarmonioso Correção e edição
Swords of Legend Lobby de chat desarmonioso Correção e edição
Player Unknown's Battlegrounds (Tencent) Violência excessiva Proibição/Banimento
Fortnite (Epic Games) Violência excessiva; conteúdo vulgar Proibição/Banimento
H1Z1 (DayBreak) Violência excessiva; conteúdo vulgar Proibição/Banimento
Alliance of Valiant Arms (RedDuck) Violência excessiva; conteúdo vulgar Proibição/Banimento
Ring of Elysium (Tencent) Violência excessiva; conteúdo vulgar Proibição/Banimento
Paladins (Hi-Rez) Personagens femininas excessivamente reveladoras; violência excessiva; conteúdo vulgar Proibição/Banimento
Freefire Battlegrounds (Garena) Personagens femininas excessivamente reveladoras; violência excessiva; conteúdo vulgar Proibição/Banimento
Knives Out (NetEase) Personagens femininas excessivamente reveladoras; violência excessiva; conteúdo vulgar Proibição/Banimento
Quantum Matrix (NetEase) Violência excessiva; conteúdo vulgar; lobby de chat desarmonioso Proibição/Banimento

Fonte: Gearnuke

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.