Final Fantasy 15 é jogo “decisivo”, afirma diretor

Por Redação | 19 de Abril de 2016 às 17h50

Para o diretor de Final Fantasy XV, Hajime Tabata, o novo game da série tem clima de “vai ou racha”. Para ele, o título chegará às lojas com uma grande responsabilidade de não apenas se diferenciar em meio a outras tantas propostas do gênero, mas também revitalizar uma franquia e torná-la relevante novamente.

Isso, na visão dele, não é feito desde Final Fantasy VII. Ao assumir a direção do game, que iniciou sua vida com o subtítulo Versus XIII e já estava há anos em desenvolvimento, o clima era bastante grave. Para a distribuidora Square Enix, a série tinha jeito de estar morrendo, uma vez que não arrebanhava novos fãs há algum tempo. A sensação era de que o ápice já havia passado, e que desde o clássico jogo para o primeiro PlayStation, os aficionados nunca mais tiveram aquilo que gostariam.

É justamente por isso que, para Tabata, o desafio se tornou maior. A produção de Final Fantasy XV passou a ser baseada em três pilares: a criação de uma experiência extraordinária; o uso de tecnologia de ponta e do hardware dos consoles em sua plenitude; e, por fim, a vontade de mudar o status quo, entregando aos jogadores algo que eles nunca viram antes.

Para alcançar tudo isso, o diretor conta que a equipe de produção está de olho no que há de melhor no mercado de RPGs, ao mesmo tempo em que observa o que tanto agradou aos jogadores desde Final Fantasy VII. Apesar do grande desafio, ele não se mostra amedrontado, mas sim confiante de que será entregue a todos uma produção digna da franquia que representa e capaz de atingir plenamente todas essas características imaginadas.

Final Fantasy XV chega em 30 de setembro para Xbox One e PlayStation 4. O game teve, recentemente, uma nova versão de demonstração lançada, que pode ser baixada gratuitamente nas redes dos consoles.

Fonte: Game Informer (YouTube)