'FIFA 17' entra em campo com novo motor gráfico

Por Redação | 06 de Junho de 2016 às 16h03

Em clima de Copa América, a Electronic Arts acaba de anunciar a mais nova edição de sua série futebolística. E, mesmo não sendo nenhum anúncio inesperado, a revelação de FIFA 17 pegou muita gente de surpresa por conta das novidades que a produtora propõe. Para quem gosta de reclamar que todo ano é a mesma coisa, a versão deste ano da franquia chega dando um belíssimo drible nas críticas.

E o próprio trailer de anúncio brinca com esse tipo de reclamação afirmando que, apesar de as pessoas dizerem que o futebol nunca muda, o pessoal da EA Sports vê a questão de um modo um pouco diferente e que o esporte realmente passa por suas transformações. Tanto que eles trouxeram um belo apanhado destacando a evolução da série ao longo dos anos para mostrar qual será o próximo passo dessas alterações contínuas.

Tudo isso, é claro, para dizer que FIFA 17 contará com um novo motor gráfico que promete deixar tudo ainda mais bonito. De FIFA 14 até a edição do ano passado, o game utilizava a Ignite como sua engine principal. Em outras palavras, era a mesma tecnologia que a EA aplicou em todos os seus títulos esportivos nesta geração, do futebol ao MMA, passando pelo roquei e pelo futebol americano. Desta vez, no entanto, temos uma mudança bastante drástica, pois veremos a mesma engine de Battlefield e Need for Speed dentro de campo ao longo dos 90 minutos.

E o que isso significa? Ainda é difícil dizer, já que o vídeo de anúncio nada mais é do que um teaser que mostra alguns dos principais jogadores do mundo fazendo cara de mau. Somente nos últimos segundo que vemos um pouco da versão digital do jogador Eden Hazard, do Chelsea, já dentro do jogo. O visual é realmente arrebatador, mas não mostra muita coisa e muito menos em como essa mudança de tecnologia influencia o jogo em si. Como o próprio trailer revela, esses detalhes só serão explicados durante a conferência da EA no próximo domingo, 12 de junho.

Com isso, você tem certeza de que a apresentação da empresa será bastante focada na evolução dentro da franquia, afinal a EA tem muito o que explicar para os fãs por conta desta substituição inesperada e demonstrar por que ela é uma mudança válida. Com a Konami fechando o cerco com Pro Evolution Soccer, as respostas têm que ser bem claras para manter a confiança dos jogadores — principalmente se lembrarmos que a Ignite já vinha fazendo um ótimo trabalho até agora.

Aliás, outro ponto muito interessante no teaser é que não temos a presença de Messi em destaque. O jogador do Barcelona era o garoto-propaganda da série desde 2012 e seria realmente uma grande surpresa vê-lo de fora da capa do game. Será que ele não se deu muito bem com a Frostbite?

Fonte: Electronic Arts (YouTube) via Game Informer