EA deixa lista de principais distribuidoras do mercado, segundo o Metacritic

Por Felipe Demartini | 27 de Fevereiro de 2018 às 12h51
photo_camera Reprodução

Meses após seus lançamentos, Star Wars Battlefront II e Need for Speed Payback continuam gerando resultados negativos para a Electronic Arts. A distribuidora, agora, foi rebaixada do panteão das principais empresas de games de 2017 pelo site Metacritic, caindo para uma lista intermediária devido à baixa quantidade de jogos lançados no ano passado e a recepção negativa de muitos deles.

Todos os anos, o agregador libera uma lista com as principais companhias do mercado, com base em critérios como a quantidade de games liberados em um ano e a porcentagem de notas ótimas – com média acima de 90% – boas, cuja graduação é superior a 75%, e ruins, abaixo dos 49%. Tais requisitos são computados em pontos, que, ao final, geram uma lista não apenas das principais companhias, mas também daquelas com melhor performance.

Nos oito anos de publicação da relação, esta é a primeira vez que a Electronic Arts não aparece entre as 10 maiores. Em 2016, inclusive, ela obteve a primeira colocação devido ao sucesso de jogos como Titanfall 2, Unravel e Battlefield 1. Agora, ela aparece na quinta posição do ranking intermediário, o que a posiciona em 17º entre as maiores do mundo, atrás de nomes como Warner Bros, Paradox e Devolver Digital.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

De acordo com a análise dos dados do agregador, a aceitação geral do público aos títulos da EA caiu de 79% em 2016 para 48% em 2017. Foram 11 jogos lançados para todas as plataformas no ano passado, mas o foco em propostas relevantes para as principais plataformas derrubou a graduação, enquanto a empresa apresentava desempenho abaixo do esperado também no mundo mobile.

Na média, Need for Speed Payback foi o título de menor desempenho da companhia, com média de 61% nas notas, seguido de perto por Star Wars Battlefront II, com 68%. O melhor título da EA no período foi FIFA 18, com média 84%. No total, a empresa viu sua média geral caindo 6,6%.

Os dois títulos com menores graduações, inclusive, têm explicações semelhantes para isso: as microtransações. Principalmente em Star Wars Battlefront II, um de seus principais lançamentos do ano, a Electronic Arts decidiu atrelar a evolução de personagens e a habilitação de novos heróis a caixas aleatórias e moedas virtuais, com a possibilidade de uso de dinheiro real para acelerar o progresso, gerando desbalanceamento entre os jogadores. O resultado foram críticas pesadas, vendas abaixo do esperado e broncas da Disney, detentora dos direitos da saga espacial.

Na liderança do ranking geral está a Bethesda, com nota geral de 79,9% e maioria de jogos bons – a quantidade de lançamentos, entretanto, permitiu que ela atingisse a marca mesmo sem nenhum título “ótimo” em 2017. A Nintendo, na segunda colocação, acumulou 78% de aprovação, com três jogos nessa graduação. Fechando o pódio está a SEGA, com 75,5% e um game acima da média.

Fonte: Metacritic

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.