Detalhes do Google Stadia vazam antes do evento de apresentação

Por Felipe Demartini | 06 de Junho de 2019 às 11h21
Google

A Google realiza, nesta quinta-feira (6), um grande evento para revelar os detalhes do lançamento do Stadia em todo o mundo. Entretanto, horas antes da ocasião, marcada para começar às 13h no horário de Brasília, um site da imprensa canadense vazou o que podem ser absolutamente todos os detalhes da apresentação da gigante, os preços da plataforma e sua previsão de chegada.

De acordo com as informações extraoficiais, o Google Stadia chegará em novembro a 14 países do mundo (o site responsável pelo vazamento, o Lapresse, é canadense e, sendo assim, citou apenas o próprio Canadá como nome confirmado). A plataforma funcionará pela aquisição individual de games e também por meio de uma assinatura, chamada Stadia Pro, que nessa etapa inicial custará US$ 11,99, ou cerca de R$ 46.

A mensalidade trará uma variedade de jogos, entre títulos mais recentes e antigos. Entretanto, outros títulos poderão ser adquiridos separadamente, com a lista inicial sendo composta por 31 títulos. Fazem parte dela, por exemplo, Destiny 2, Assassin’s Creed Odyssey, The Division 2, Doom e a trilogia recente da franquia Tomb Raider. Não se sabe, entretanto, quais farão parte da assinatura e quais estarão disponíveis apenas para aquisição individual.

Ainda falando em vendas, a Google também deve abrir nesta quinta a pré-venda de uma chamada “edição de fundador” do Stadia. Por US$ 169, aproximadamente R$ 650, o interessado leva para casa um Chromecast Ultra, o joystick do serviço e três meses de assinatura, além de uma licença para jogar Destiny 2 por meio do serviço de streaming.

A presença do dongle faz sentido, já que, de acordo com as informações, ele será o único a dar suporte ao serviço — a matéria, já retirada do ar, citava apenas a versão Ultra e não revelava se edições mais antigas do dispositivo também funcionarão com o Stadia. A Google estaria planejando para 2020 a compatibilidade com o navegador Chrome, levando a plataforma a uma gigantesca quantidade de aparelhos, desde computadores até celulares e tablets. Nada é dito sobre aplicativos dedicados nessa etapa inicial.

Também em 2020, a ideia da gigante é lançar um tier gratuito de assinatura para o Stadia. Enquanto a mensalidade Pro dará acesso a transmissões em resolução 4k e até 60 frames por segundo, o pacote mais modesto chegará a apenas 1080p, deixando de incluir, também, o pacote de jogos com uso liberado.

Mas e a velocidade?

Detalhes vazados indicam lançamento do Stadia em novembro, com plano de assinatura e 31 jogos (Imagem: Renato Mota/Canaltech)

Além da data de lançamento, o que todo mundo deseja saber são os parâmetros técnicos necessários para rodar o Stadia. Aqui, a Google reforça informações que já haviam sido passadas anteriormente, afirmando que os requisitos mínimos são de uma conexão com 10 Mbps de download 1 Mbps de upload para que o serviço possa rodar sem problemas de performance.

Isso, claro, levando em conta a versão mais simples, capaz de chegar a até 1080p. Quem quiser rodar tudo em 4K deve contar com uma conexão de, no mínimo, 35 Mbps. Não se sabe, porém, se esse mínimo variará de acordo com as características do jogo, enquanto sabemos que títulos mais ágeis sofrerão mais com a latência em relação a outros que não exigem movimentos tão rápidos do jogador.

Falta pouco para descobrirmos se as informações são verdadeiras ou não. Como dito, a Google realiza nesta quinta, a partir das 13h, o Stadia Connect, seu evento pré-E3 2019 em que deve apresentar as informações oficiais sobre o lançamento de seu serviço de jogos para streaming. No Canaltech, claro, você acompanha a cobertura completa.

Fonte: Lepresse (via Resetera)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.