Como funcionam os ginásios em Pokémon GO?

Por Durval Ramos

Mais do que sair por aí em busca de novos monstrinhos, Pokémon GO se concentra em outro elemento de jogabilidade: a conquista de território. Para se tornar um verdadeiro Mestre Pokémon, não basta ter a sua PokáAgenda completa, é preciso mostrar que você é o melhor para todo mundo. E é aí que os ginásios se encaixam.

Cada região possui um ginásio disponível e os jogadores vão competir por eles. Mas essa disputa não é individual, mas algo compartilhado entre as equipes. Assim, os times Mystic, Instict e Valor vão lutar para comandar essas áreas. Mas a pergunta é: por quê?

Ao dominar um ginásio, o grupo recebe algumas vantagens bem interessantes que vão ajudar no progresso dos treinadores que seguem sob seu estandarte. E, exatamente por conta disso, é preciso entender as mecânicas por trás desses ginásios para seguir em sua jornada com sucesso.

Pokémon Go ginásio

Encontrando e desafiando

Encontrar um ginásio em sua região segue a mesma lógica dos Pokémon ou das PokéStops: é preciso bater perna. Não há (ainda) uma lógica bem definida que determina que esse ou aquele lugar vai ser um ginásio, o que faz com que as coisas sejam bem aleatórias. Assim, é preciso pegar seu smartphone e fazer uso do sistema de geolocalização para que Pokémon GO determine esses pontos de interesse.

Achá-los é algo relativamente fácil, até porque o ícone é mais do que chamativo: trata-se de uma enorme torre no meio do mapa, geralmente com a cor da equipe que a domina. Assim, se você já tiver alcançado o nível 5, já pode entrar lá e desafiar o líder para uma batalha, podendo reivindicar o local para o seu time.

Caso o ginásio seja dominado por um grupo rival, seu objetivo é diminuir o prestígio desse grupo. Essa é uma pontuação que você encontra ao chegar nesses locais e que diminui cada vez que derrota um treinador sob aquela bandeira. Isso significa que é preciso passar por várias batalhas antes de assumir a liderança, mas é um esforço que vale a pena.

Dominando um ginásio

Após zerar o prestígio inimigo, chegou a hora de reclamá-lo para si. Imagine que, ao fazer isso, você precisa colocar uma bandeira que deixe claro que aquele lugar pertence ao seu grupo. A diferença é que, para isso, você deve deixar um Pokémon como representante dessa hegemonia. Você pode fazer isso com qualquer monstrinho, mas o recomendado é que seja algum mais forte para que ele ajude a manter esse prestígio conquistado. Colocar um Pidgey ali é pedir para ele ser derrotado em poucos minutos.

Pokémon Go ginásio

Como os times rivais vão precisar enfrentar esse representante para reconquistar o território, ter um bom lutador ali é fundamental. Você não precisa colocar o seu melhor Pokémon, mas alguém que segura o tranco é mais do que recomendável.

Aproveitando o que é seu

Por outro lado, se você estiver em um ginásio que já pertença ao seu time, um mar de possibilidades se abre à sua frente. A principal delas é poder aproveitar os itens e recursos exclusivos a que você tem direito. Pokémon GO premia cada jogador do grupo vencedor com itens diários, incluindo PokéCoins, que vão ajudá-lo a comprar mais itens para sua jornada. Trata-se de uma excelente maneira de aumentar suas economias no jogo sem depender do seu cartão de crédito.

Os ginásios também oferecem as chamadas Stardust, um item que é usado para aumentar o poder de seu Pokémon. Existem outras maneiras de conseguir esse material, mas essa é uma forma bem eficiente e rápida.

Você também pode desafiar amigos e companheiros de time nos seus ginásios para treinar. Afinal, um ginásio nada mais é do que uma academia, ou seja, um lugar onde as pessoas treinam. As mecânicas são basicamente as mesmas, com a diferença de que isso vai fazer com que o prestígio do local apenas aumente. Além disso, essas disputas amistosas podem fazer com que o Pokémon guardião do ginásio mude.