'Coisa do demônio': sacristão expulsa jogadores de Pokémon GO da igreja

Por Redação | 01 de Setembro de 2016 às 21h30

Quando parece que os assuntos sobre Pokémon GO acabaram, surgem mais novidades. Depois de muitos pastores afirmarem que o game de realidade aumentada faz parte de uma conspiração satânica, na última semana, em São Paulo, um sacristão da Igreja São Luís Gonzaga começou a expulsar os jogadores do local.

De acordo com as informações, o argumento do cuidador da paróquia é o mesmo dos pastores: "coisa do demônio", disse a um dos visitantes do templo religioso. Apesar das expulsões feitas pelo sacristão, procurada pela imprensa, a coordenação da igreja negou que esta seja uma medida da instituição, e completou dizendo que "se a pessoa estiver jogando no silencioso, não há problema nenhum".

Para além das questões religiosas, vale lembrar que uma série de outras instituições de todo o mundo proibiu o jogo em suas instalações: o Pentágono, nos Estados Unidos e o Comando da Marinha, aqui no Brasil, são apenas dois exemplos.

Fonte: Folha de S.Paulo