Capcom anuncia Iceborne, a primeira expansão de Monster Hunter World

Por Felipe Demartini | 10 de Maio de 2019 às 11h23

A Capcom revelou na noite desta quinta-feira (9) a primeira grande expansão para Monster Hunter World, Iceborne. Como o nome já indica, a nova região a ser adicionada ao game é gelada e cheia de desafios relacionados ao frio, trazendo um bioma completamente novo ao título lançado em 2017. O DLC chega no dia 6 de setembro ao PS4 e Xbox One.

A adição foi mostrada, primeiro, durante o State of Play, uma apresentação feita pela Sony para mostrar novidades em termos de games para o PS4. Logo na sequência, entretanto, a própria Capcom realizou uma transmissão dedicada unicamente a Monster Hunter World, de forma a mostrar o que chamou de a maior região já criada para um game da franquia. O aspecto gelado de Iceborne não apenas irá trazer mudanças no estilo das criaturas e terrenos, mas também alterará a jogabilidade e as mecânicas.

Os caçadores, por exemplo, sofrerão com o clima, tendo menos fôlego, o que mudará as estratégias de ataque contra monstros que estão acostumados com as baixas temperaturas. Bebidas quentes, agasalhos e outros itens podem ser usados para combater os efeitos do frio, enquanto os jogadores exploram tundras e áreas abertas, encontrando também uma miríade de novas criaturas, além de bichos que já tinham sido vistos em títulos anteriores.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Teremos, por exemplo, bichos gigantes, como é o caso da serpe Banbaro e do Beotodus, que ataca sorrateiramente usando a neve para se camuflar. O território deles, inclusive, se sobrepõem, o que pode levar a combates entre os dois, com o jogador assistindo de camarote. Mas a grande estrela de Iceborne é Velkhana, um dragão de gelo ancesteal que é a cara da expansão e deve representar um dos maiores desafios aos jogadores.

A expansão também adiciona o Master Rank, um novo limite de nível, mais alto que o anterior, para que os usuários possam continuar a desenvolver seus personagens e fazerem uso de novas habilidades nesse bioma inédito. Entre os novos ataques estão um que permite montar nas criaturas e usar os poderes delas em favor próprio, e novas utilizações para armas já conhecidas. Alguns deles, entretanto, estarão disponíveis inclusive para quem ainda não finalizou a aventura principal, enquanto o bioma gelado poderá ser acessado a partir do nível Caçador 16.

Como normalmente acontece com DLCs dessa categoria, Iceborne vai exigir que os jogadores tenham a versão base de Monster Hunter World. O pacote já está disponível digitalmente para pré-compra por R$ 122,90, com os jogadores podendo optar também por uma opção de luxo, que inclui o conteúdo e também itens estéticos exclusivos por R$ 153,50. Ainda, a Capcom promete lançar, também em 6 de setembro, um pacote físico contendo o game principal e o extra, inclusive no Brasil, por preço ainda não divulgado.

Ainda, até o dia 20 de maio, jogadores de PlayStation 4 podem baixar uma versão gratuita de testes de Monster Hunter World. O progresso da demo é transferido para o game completo, caso o jogador decida comprá-lo. A Capcom promete mostrar mais novidades de Iceborne na E3 2019, que começa em 11 de junho nos Estados Unidos.

Fonte: Capcom

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.