Brasil não tem nada a ver com polêmica de Youtubers, diz WB Games

Por Leandro Souza | 13.07.2016 às 15:25 - atualizado em 13.07.2016 às 19:23
photo_camera Reprodução

Esta semana, a Warner Bros. (ou WB) Games foi envolvida em uma denúncia polêmica envolvendo o pagamento de Youtubers para fazer críticas positivas de games da publisher. Entretanto, no Brasil a empresa garante que o relacionamento com estes profissionais passa longe deste tipo de prática.

Quem afirmou isso foi o diretor de marketing da diretor de Marketing da WB Brasil, Nelson Sambrano. Para o executivo, a proximidade com influenciadores e produtores de conteúdos como Youtubers é fundamental para a divulgação dos produtos, seja em notícias de lançamentos ou ações de marketing. Apesar disso, o pagamento destes profissionais para obter elogios para seus jogos não faz parte da agenda da empresa.

"Nossa relação com influenciadores e imprensa é muito transparente e profissional", afirmou Sambrano.

O executivo também preferiu não comentar sobre a polêmica internacional em cima da empresa. A Federal Trade Comission processou a WB Games nos Estados Unidos por propaganda ilegal ao pagar Youtubers de renome para falar bem do game Terra Média: Sombras de Mordor. Na lista consta o nome de Felix Kjellberg - conhecido como PewDiePie - maior Youtuber gamer do mundo, com mais de 46 milhões de assinantes.

"A notícia ainda é bem recente. Fomos pegos de surpresa assim como vocês (da imprensa)", afirmou Sambrano, que afirmou estar à espera de um pronunciamento oficial da matriz sobre o assunto.