Blogueiro é condenado por jogar Pokémon Go dentro de igreja

Por Redação | 12 de Maio de 2017 às 09h58
photo_camera PaintImpact/Flickr

O tribunal da cidade de Yekaterinburg, na Rússia, condenou Ruslan Sokolovsky, de 22 anos, por ter publicado um vídeo de si mesmo jogando Pokémon Go dentro de uma igreja ortodoxa em agosto de 2016. De acordo com a juiza Yekaterina Shoponyak, responsável pelo julgamento, o blogueiro incitou o ódio e violou sentimentos religiosos.

Em um centro de detenção desde outubro do ano passado, quando teve sua prisão pedida pelos cristãos, o jovem fez questão de mostrar sua revolta: "Eu posso ser um idiota, mas não sou um extremista". "Há muito tempo, pessoas eram presas em campos e por um período de tempo maior - não 3,5 anos, mas por décadas - porque eles fizeram piadas com comunismo e Stalin", continuou.

Indignado, Sokolovsky se defendeu: "Agora querem me aprisionar por 3 anos e meio porque eu fiz uma piada obscena sobre a Ortodoxia e o Patriarca Kirill [líder máximo da Igreja Ortodoxa Russa]. Para mim, isto é selvageria e barbarismo. Eu não entendo como isto é possível. Apesar de tudo, como vemos, isto é de fato possível."

Ao que tudo indica, o protesto dos cristãos aconteceu, principalmente, porque a Igreja tem grande valor simbólico na região. Conhecida como Igreja do Sangue, a construção foi feita em memória ao czar Nicolau II e sua família, assassinados no local durante a Revolução Russa.

Apesar da condenação, a ampla exposição do caso na mídia pode ter interferido no resultado do julgamento. Em vez de cumprir a pena na cadeia, o jovem ficará em prisão domiciliar.

Via BBC, Uol

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.