Após ter preço reduzido, PS4 pode ficar mais caro no Brasil por causa do dólar

Por Redação | 09 de Outubro de 2015 às 17h25
photo_camera Divulgação

Quase dois anos após chegar ao mercado brasileiro por R$ 4 mil, o PlayStation 4 sofreu sua primeira redução de preço oficial só agora em setembro, que graças à fabricação nacional, trouxe o console às lojas por R$ 2,6 mil. Só que esse corte de praticamente metade do valor oferecido no final de 2013 pode estar ameaçado por causa da alta do dólar.

É o que afirmou Anderson Gracias, gerente geral de PlayStation para a América Latina, durante a Brasil Game Show (BGS) 2015, que acontece neste fim de semana, em São Paulo. De acordo com o executivo, a Sony chegou aos R$ 2,6 mil atuais sem levar em consideração a flutuação da moeda americana. Por isso, a empresa não descarta a possibilidade de aumentar o preço do dispositivo.

"Qualquer indústria que falar hoje que não existe risco de aumento de preço num futuro próximo está sendo imprudente. Porque não está nas nossas mãos. A situação está completamente descontrolada. O dólar afeta diretamente. Se ele der uma disparadinha, é na veia. O videogame é produzido no Brasil, mas os componentes são todos importados de fora. (...) E isso impacta diretamente no nosso preço. Portanto, existem riscos, obviamente, mas estamos torcendo para que o dólar se estabilize", destacou Gracias.

Gracias também declarou que a companhia avalia diariamente setores como produção, inventário e vendas, e que, caso o dólar suba em disparada, será "bem difícil segurar" o valor atual. "O dólar tem feito um estrago nos nossos negócios, obviamente. Não contávamos com essa alta tão elevada, tão alta na taxa. O que posso garantir é que estamos tentando manter o melhor preço possível o tempo todo. Isso não quer dizer que não vamos aumentar o preço", disse.

Outra informação dada por Gracias é que a Sony já discutia formas de reduzir ainda mais o preço do PS4 no Brasil, uma vez que o videogame sofreu nesta semana uma queda de US$ 50 no valor oferecido nos Estados Unidos — passará custar US$ 349, sendo que este preço será fixo a partir de agora. Contudo, o executivo culpou mais uma vez o dólar, que não permitiu trazer esse desconto aos jogadores brasileiros.

"Sabíamos que o corte de preços ia acontecer, e estimávamos um dólar bem mais baixo. Se a moeda americana não tivesse estourado, talvez conseguíssemos anunciar algo diferente hoje", afirmou.

Além disso, Gracias disse que o preço de jogos exclusivos e distribuídos pela Sony, como Uncharted: The Nathan Drake Collection, God of War III: Remastered Edition e Until Dawn, serão mantidos a R$ 199, pelo menos nos próximos meses. Vale lembrar que, até o primero semestre deste ano, títulos exclusivos da empresa custavam R$ 179.

Fontes: G1, Link

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.