Apocalipse zumbi? Jogadores lotam as ruas de Taiwan por causa de Pokémon GO

Por Redação | 23.08.2016 às 15:50
photo_camera Divulgação

Quando Pokémon GO foi lançado aqui no Brasil, há cerca de três semanas, não demorou nem um dia para ver parques, shoppings center, praças, igrejas e até cemitérios lotados de jogadores em busca dos monstrinhos. Mas esse cenário nem se compara ao caos provocado pela chegada do game em Taiwan, no último fim de semana.

Nas imagens, divulgadas pela mídia local e por alguns usuários nas redes sociais, é possível ver centenas de pessoas lotando algumas ruas da província asiática. Carros que tentaram passar nesses locais acabaram "engolidos" pela multidão, ou tiveram de esperar até que o movimento fosse reduzido para continuar com a viagem. Mesmo assim, inúmeras vias foram tomadas por players tentando capturar os Pokémon do game mobile desenvolvido pela Niantic.

Pokémon Go (Taiwan)

De acordo com a revista TIME, um dos lugares mais críticos é no distrito de Xinbeitou. A imprensa chinesa destaca que o local se tornou um ponto de encontro diário para "milhares" de pessoas que baixaram o aplicativo. Os jornais dizem que a superlotação é tão intensa que a brigada de proteção civil teve de ser acionada para ajudar os policiais de áreas vizinhas a conter os usuários.

Pokémon Go (Taiwan)

Vídeos postados no YouTube também mostram cenas dignas de um apocalipse zumbi. Em um deles, é possível observar pessoas correndo de um lado para o outro tentando coletar os Pokémon. Segundo relatos, a algazarra teria começado quando os jogadores avistaram na região um Snorlax, um dos monstros mais raros do título.

A TIME ainda afirma que a mania Pokémon GO já virou motivo de preocupação por parte das autoridades na Ásia. Em Banguecoque, capital da Tailândia, a polícia ameaçou prender pedestres e motoristas que jogam o game nas principais estradas da cidade. As autoridades justificaram a decisão ao explicar que o app pode contribuir para um aumento significativo no número de acidentes. Enquanto isso, no Camboja, o jogo tem gerado indignação porque muitos players estão desrespeitando alguns locais, entre eles o Museu do Genocídio Tuol Sleng.

Assista aos vídeos:

Fontes: TIME, Kotaku, Imgur