Apesar do sucesso de 'Super Mario Run', ações da Nintendo continuam despencando

Por Redação | 19.12.2016 às 12:12

As expectativas em torno de Super Mario Run eram altíssimas, e não só porque o jogo seria o primeiro com um personagem icônico da Nintendo a chegar aos dispositivos móveis. Mais do que isso, o título representa toda a esperança, e esforço, da Nintendo para ver suas contas no azul novamente. Talvez por isso os 3,5 milhões de downloads no dia do lançamento do game tenham sido recebidos a contragosto pelos investidores, que esperavam algo em torno de 10 milhões.

Com o mercado aborrecido, a Big N viu suas ações caírem 5% na última sexta-feira (16), num movimento para baixo que continuou no pregão desta segunda. Segundo relatos do MCV, a produtora japonesa acumula baixa de sete pontos percentuais somente hoje, numa queda total de 12% desde que Super Mario Run foi lançado. A DeNA, empresa responsável pelo desenvolvimento do título, por sua vez, está vendo seus papéis se desvalorizarem ainda mais, com queda de 14%.

Diante da desvalorização das ações, e do flagrante descontentamento dos usuários na App Store, onde Super Mario Run possui apenas 2,5 estrelas, analistas afirmaram que o momento ruim está relacionado à estratégia adotada pela Nintendo para o jogo. Propagandeado como um título gratuito, a verdade é que Super Mario Run traz apenas três fases gratuitas. Para jogar as demais, o usuário tem de desembolsar o equivalente a R$ 35 - um valor que estaria desagradando por ser considerado alto demais pela maioria.

Agrava ainda mais o fato de a Nintendo não ter falado nada sobre a possibilidade de adicionar mais fases no futuro, o que tecnicamente garantiria que o jogo fosse relevante, e divertido, por mais tempo.

Portanto, cabe à empresa fazer algo a respeito disso ou continuar em silêncio vendo suas ações se desvalorizarem, num movimento que pode deixar de ser momentâneo e passar a ser definitivo.

Via MCV UK