Analista espera que Super Mario Run seja baixado mais de 1,5 bilhão de vezes

Analista espera que Super Mario Run seja baixado mais de 1,5 bilhão de vezes

Por Redação | 09 de Setembro de 2016 às 17h02

Anunciado na última quarta-feira (07), Super Mario Run já é apontado como o próximo grande fenômeno mobile sem nem ao menos ter sido lançado ainda. Tanto que já temos alguns analistas de mercado fazendo previsões astronômicas para o game. De acordo com o consultor da Kantan Games, Serkan Toto, o recém-anunciado aplicativo deve ser baixado nada menos do que 1,5 bilhão de vez no iOS e Android.

Apenas para ter uma ideia, isso é três vezes mais do que Pokémon GO obteve nos últimos dois meses — lembrando que o app conseguiu quebrar cinco recordes com isso. Assim, por mais que a previsão não diga exatamente o tempo necessário para que Mario rompa essa marca absurda, não é difícil imaginar que não será preciso mais do que alguns poucos meses. Como o site VentureBeat relembra, jogos “normais” levam anos para chegar perto disso. Subway Surfers, por exemplo, precisou de três anos para conseguir chegar à casa do bilhão.

E a razão para toda essa empolgação é óbvia: Super Mario Run é o primeiro jogo de verdade da Nintendo para um dispositivo móvel. A primeira investida da empresa foi com Miitomo, que é muito mais uma experiência social do que um game em si, e Pokémon GO não foi produzido pela empresa, sendo apenas um licenciamento de sua franquia. Assim, com a chegada do primeiro jogo genuinamente da Big N, a expectativa é que as pessoas corram (com o perdão do trocadilho) para baixar o app e conferir como ficou.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Super Mario Run App Store

Super Mario Run chega ao iOS somente em dezembro, mas já é destaque na App Store

De acordo com Toto, esses 1,5 bilhão de downloads deve corresponder à soma tanto da parcela gratuita disponível do game quanto da parte paga. Ele relembra que a Nintendo falhou em explicar essa diferença durante o anúncio oficial no evento da Apple, lembrando que a empresa tem um histórico de péssima comunicação com o público, mas ainda assim acredita que o interesse inicial deve superar essa barreira, impulsionado pela curiosidade e pela popularidade do personagem com pessoas de todas as idades.

Para isso, no entanto, Super Mario Run precisa manter a qualidade que é característica da série e ter uma boa quantidade de conteúdo gratuito que incentive as pessoas a gastarem mais, seja por mais vidas, itens exclusivos ou mesmo acesso facilitado a alguns recursos. O problema é que, até o momento, a Nintendo não esclareceu muito como vai funcionar essa diferença entre o que é gratuito e o que é pago.

Ainda assim, as apostas em torno de seu sucesso permanecem altas. Embora a chegada do jogo ao iOS aconteça somente em dezembro, já é possível encontrar um banner na página inicial da App Store para ser avisado sobre mais novidades a respeito do game — o que mostra o quanto a Apple acredita no potencial do bigodudo. E não apenas a empresa, mas também investidores e acionistas, que fizeram as ações da Nintendo subir 29% durante a apresentação do app. Resta apenas saber agora se o game vai repetir o sucesso de Pokémon GO ou cair no esquecimento como Miitomo.

Fonte: VentureBeat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.