Street Fighter comemora 25 anos: Game mostra longevidade como o melhor do gênero

Por Vanessa Lee | 30.08.2012 às 21:06

Os fliperamas de outrora devem estar comemorando nesse momento. Sim, especialmente, os donos desses espacinhos que fizeram a infância de algumas pessoas valer a pena.

Hoje, em plena quinta-feira, a série Street Fighter completa 25 anos, e foi nas máquinas desses estabelecimentos que tivemos conhecimento da existência desse que é um dos (senão "o") jogos mais importante da Capcom.

Com uma história que começa lá em 1987, sob o comando de Hiroshi Matsumoto, o game de luta se tornou popular justamente por começar num período em que o vídeo game moderno estava sendo introduzido. Tanto que os controles se limitavam a um joystick de dois botões que, por incrível que pareça, era considerado o ápice da sensação tecnológica dos jogos eletrônicos. Coisa de louco.

O primeiro título levava os icônicos personagens Ken e Ryu a enfrentar lutadores de todas as partes do mundo, e agora podemos ver até personagens de outros games participando da brincadeira, em combates surreais.

street fighter

É, o tempo passou e com ele vieram novos gráficos, nova estrutura de jogabilidade, novos cenários, histórias mais trabalhadas, porém o princípio continua o mesmo: sentar a porrada! Daquele salão velho que você frequentava, agora a sala de casa virou palco de embate e da sala para os campeonatos que acontecem mundo afora, carregando a marca. Street Fighter deu voos mais longos e conseguiu conquistar a preferência da galera sobre o gênero, que hoje é abarrotado por outros títulos: Tekken, The King of Fighters, Dead or Alive, além dos apêndices Final Fight e Slam Masters. São vários na verdade, mas citar tudo aqui pode levar uma página inteira.

Do jogo vieram os campeonatos, depois os desenhos animados, animês e até produções cinematográficas. Pois é, quem não se lembra daquele fiasco protagonizado por Jean-Claude Van Damme e Raul Julia? Ok, tem gente que consegue considerar o filme de Steven E. de Souza um clássico. Trash, mas um clássico. Mas o que vem ao caso é que a variedade de produtos sobre o jogo é tão grande que contabilizar é desumano.

Exemplo disso é que justamente pra comemorar o aniversário da série, foi lançado um box (muito animal, diga-se de passagem) para os fãs. É o Street Fighter 25th Anniversary Collector’s Set, que deve chegar ao mercado americano no dia 18 de setembro.

street fighter 1

É, da pra ficar babando nessa belezura aí em cima e pensar que o precinho não vai ser camarada. Nos EUA, o valor será de US$ 149,99, o equivalente a R$ 305,85 (sem impostos). Num primeiro momento pode parecer caro realmente, mas se formos levar em consideração tudo o que vem dentro da caixa, nem é tão assim:

GAMES

•Street Fighter X Tekken, jogo lançado em março desse ano (incluindo DLC com todos os personagens e para troca de trajes)

•Super Street Fighter IV Arcade Edition, jogo baseado no fliperama, com novos personagens, lançado em julho do ano passado (inluindo DLC com todos os trajes)

•Super Street Fighter II Turbo HD Remix, lançado em novembro de 2008 e que traz uma repaginada no jogo de fliperama Super Street Fighter II Turbo, lançado 14 anos antes.

•Street Fighter III: Third Strike Online Edition, elogiada versão para consoles (lançada ano passado) do game original, lançado em 1997.

VIDEO

•Novo documentário (em Blu-ray) sobre a longa relação de amor dos fãs com Street Fighter e como a dedicação deles influenciou o jogo.

•Street Fighter IV e Super SFIV, animes.

•Todos os episódios da série animada “Street Fighter”.

•Street Fighter II – O Filme (animação)

Estátua (que acende) do Ryu

•Com 20cm e base que acende, a estátua traz o Ryu durante um “Shoryuken”.

street fighter 2

TRILHA COM 11 DISCOS

•Os 11 discos trazem músicas de todos os 25 anos de Street Fighter, incluindo remixes, além de músicas criadas pelos fãs.

Artbook com capa dura e 64 páginas

•Contendo artes criadas por fãs de todo o mundo.

A FAIXA DO RYU

•A faixa preta (em tamanho real), incluindo o “Furinkazan” do Ryu em Kanji

Tá vendo, pode ser quanto for. Fã que é fã sempre dá um jeitinho, né?!

Outros games de luta podem surgir, podem caçar sarna pra se coçar e querer tomar o posto de “o melhor game de luta”, mas empurrar Street Fighter para a zona de rebaixamento nem dá pra cogitar.

CAPCOM, AÍ VAI NOSSA HOMENAGEM NACIONAL PARA O JOGO DE LUTA MAIS PORRETA DE TODOS OS TEMPOS!

;)