Steam já oferece mais de 1.000 jogos com suporte a Linux

Por Redação | 12.03.2015 às 13:00

A Game Developers Conference (GDC) deste ano colocou a Valve e o Steam de volta aos holofotes da indústria gamer. Entre projetos importantes relacionados à realidade virtual, como o HTC Re Vive, e novidades de hardwares, a empresa de games promete um 2015 movimentado.

Mas, atualmente, o que o Steam tem feito de bom para usuários do Linux, especificamente? Um site especializado no sistema operacional responde.

O Phoronix relata que já existem cerca de 1.002 jogos para Linux disponíveis na plataforma de distribuição digital de jogos mais popular do mundo. Na verdade, 1.853 se você contar outros tipos de softwares (como o modelador de polígonos Wings 3D) e as demos/DLCs (pacotes de expansão ou add-ons que os usuários podem baixar para seus jogos).

Os títulos disponibilizados mais recentemente no Steam para o Linux são "PAYDAY", "Hotline Miami 2", "Cities: Skylines" e "Parallax". Atualmente, o software mais caro disponível é o "Wing IDE 5", que custa US$ 120 e, na verdade, é um IDE de programação; ou "Borderlands: The Pre-Sequel" por US$ 60, se considerarmos apenas os games.

Faz menos de um ano que o Steam ultrapassou a marca de 500 títulos para Linux – lembrando que o projeto que foi lançado há apenas dois anos. O Steam para OS X, por exemplo, tem mais de 1.600 títulos disponíveis. Já o inventário do Windows inclui mais de 4.800 jogos. Apesar da discrepância, isso não significa que a Valve seja culpada no processo, pois muitas desenvolvedoras ainda usam tecnologias que amarram os jogos ao Windows - como é o caso dos jogos que usam o DirectX ou Direct3D. Para quebrar esse paradigma é que a Valve está investindo pesadamente em coisas como o SDL e a próxima geração da API OpenGL, a "Vulkan", para ajudar a aumentar o padrão dos jogos multiplataforma.

Ainda de acordo com o site Phoronix, Gabe Newell, cofundador e diretor de projetos da Valve, disse que a empresa permanece muito otimista em relação ao Linux e que os anúncios das Steam Machines durante a GDC não deveriam ser recebidos com surpresa. Steam Machine é o computador/console idealizado pela Valve e que roda o SteamOS, um sistema operacional baseado em Linux.

Espera-se que a demanda de jogos e a participação de mercado do Steam para Linux aumente até o final deste ano, quando as Steam Machines devem começar a ser vendidas e, assim, atrair mais atenção para o SO.