Sony acredita que atualizações de jogos no dia do lançamento não é uma boa ideia

Por Redação | 24 de Fevereiro de 2015 às 07h41
photo_camera Divulgação

Você compra aquele jogaço super aguardado ainda na fase de pré-venda e espera ansiosamente o dia de poder baixá-lo para começar a jogar — ou então a mídia física chegar em sua casa. Mas, ao iniciar o game, é surpreendido com a desagradável notícia de que terá que baixar e instalar uma atualização pesada antes de poder jogar - um verdadeiro balde de água fria no entusiasmo de qualquer um.

Se isso tudo parece uma grande má ideia para você, tenha esperança: a Sony compartilha dessa opinião. O executivo Jim Ryan, presidente da Sony Europa, deu uma entrevista ao jornal Metro na qual fala sobre inúmeros tópicos, inclusive este. Na conversa, Ryan revela que a empresa acha que essa é uma prática ultrapassada e que pretende fechar o cerco em torno de desenvolvedores que abusam disso.

Os downloads nos dias de estreia começaram a ser implementados como uma solução para desenvolvedores fazer ajustes finais no game assim que ele é lançado. Porém, muitas empresas começaram a usar o recurso para lançar jogos incompletos no mercado, o que obviamente desagrada qualquer um.

Questionado pela reportagem sobre a possibilidade de limitar em um determinado tamanho os patches de atualização nos chamados “day one”, Ryan concordou que ela existe e que acabaria agindo no sentido de modificar o comportamento dos desenvolvedores. “Isso poderia inclusive resultar em certos jogos atrasando, vamos dizer, de três a quatro meses”, comenta.

PlayStation Network

Há sempre o outro lado

Entretanto, Ryan também deixa claro que há quem partilhe de outra opinião a respeito disso.

“Há muitas pessoas que estão satisfeitas em ter que esperar um pequeno período de tempo enquanto baixa o pacote de atualização em vez de aguardar seis meses para o jogo aparecer”, afirma o executivo.

E, no final das contas, tudo acaba ficando por conta da própria desenvolvedora, com Ryan deixando claro que uma empresa acaba sofrendo as consequências de suas práticas de distribuição.

“Se uma desenvolvedora X escolhe ir pelo caminho de downloads de estreia constantes e massivos, então, em último caso, ele vai colher as consequências disso”, conclui o presidente da Sony Europa.

E você? Prefere que os jogos cheguem antes, mas “incompletos” e com um grande volume de dados para baixar logo de cara, ou que eles demorem mais, porém dispensem grandes downloads de início?

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.