Rússia classifica The Sims 4 como impróprio para menores

Por Redação | 13 de Maio de 2014 às 11h42

A Federação Russa classificou o The Sims 4, próxima versão da famosa franquia da Electronic Arts, como impróprio para menores de idade. Com isso, o jogo fica proibido para os menores de 18 anos e o motivo são as leis aprovadas nos últimos anos que proíbem o incentivo a relacionamentos de pessoas do mesmo sexo para menores.

A notícia veio através de um tuíte na conta oficial The Sims Russia, que foi seguido de uma explicação a um usuário que questionou o motivo. “A classificação 18+ foi dada em conformidade com a lei número 436-FZ ‘Sobre a proteção de crianças de informações prejudiciais a sua saúde e desenvolvimento’”, explica a postagem.

A lei foi aprovada em 2012 e causou controvérsias e protestos ao redor do mundo, pois criminaliza a menção da orientação sexual do indivíduo, além de encorajar a violência contra a comunidade LGBT do país. Além dos protestos, ela também provocou preocupações sobre a segurança de alguns atletas durante os jogos olímpicos de inverno, que ocorreram na cidade de Sochi no início deste ano.

Assista Agora: Descubra o jeito certo de criar verdadeiros times de alta-performance e ter a empresa inteira focada em uma única direção.

Os jogos da franquia normalmente ganham a classificação Teen (adolescentes), ou seja, de 13 anos em diante, nos EUA, e de 12 anos para frente na União Européia. Na Austrália o mínimo é 15 anos, mas na Alemanha o The Sims 3 foi considerado apropriado para crianças a partir de 6 anos.

O problema gerado na Rússia é por que o jogo oferece a opção de relacionamentos de personagens do mesmo sexo desde seu lançamento, em 2000. Apesar da decisão, é difícil prever como a restrição afetará o acesso dos russos ao jogo. Mesmo que as lojas sejam proibidas de vende-lo para menores, a pirataria no país é bem grande. Além disso, os jogadores menores ainda poderão comprar uma cópia do game em algum país mais liberal.

Recentemente a Nintendo também foi centro de uma controvérsia porque decidiu não adicionar a opção de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo em seu novo título, Tomodachi Life, que deverá ser lançado em breve no ocidente.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.