Nintendo vai criar programa para permitir monetização de vídeos no YouTube

Por Redação | 27 de Maio de 2014 às 15h36
Divulgação
Tudo sobre

YouTube

De todas as produtoras de games, a Nintendo é vista como a mais rígida no que toca o gerenciamento de direitos autorais de vídeos no YouTube. Basicamente, a produção de clipes próprios ou gameplays ao vivo monetizados estão fora de questão, com a empresa constantemente removendo-os do ar e aplicando os tão temidos strikes às contas dos produtores de conteúdo.

Mas tudo isso está prestes a mudar como parte da estratégia da Nintendo, que deseja se aproximar de seu público e criar maior empatia com o jogador. De acordo com uma série de tweets publicados pelo braço japonês da companhia (compilados pelo Gamasutra), já está em desenvolvimento um sistema de parcerias que vai permitir não apenas o upload de vídeos de games da “Big N”, mas também a monetização deles.

Poucos detalhes foram divulgados, mas segundo a Nintendo, todos os interessados em criar conteúdo relacionado às franquias da empresa deverão se cadastrar previamente. Após autorização, eles já poderão gravar os vídeos e realizar gameplays ao vivo, cujos fundos serão divididos entre a desenvolvedora, o Google e o autor. Não se sabe se essa partilha acontecerá em porcentagens iguais ou se as empresas terão preferência.

Assista Agora: Saiba quais são os 5 maiores problemas das empresas brasileiras e comece 2019 em uma realidade completamente diferente.

Aqueles que não estiverem cadastrados não terão mais seus vídeos retirados do ar, mas também não poderão monetizá-los. Nesse caso, a ferramenta automática do YouTube passará a identificar os vídeos e exibir anúncios da própria Nintendo neles, de forma que todos os ganhos oriundos dele sejam revertidos aos detentores originais dos direitos autorais.

A mudança vale tanto para o Nintendo 3DS quanto para o Wii U, mas deve beneficiar principalmente os usuários do console de mesa. Principalmente levando em conta a chegada iminente de jogos como Mario Kart 8 e Super Smash Bros., o mundo dos gameplays ao vivo deve ficar bastante aquecido e as modificações na forma de tratar o mundo dos vídeos mostra mais um passo da Nintendo na mesma direção em que estão seus principais consumidores.

No ano fiscal de 2014, a Nintendo registrou queda de 10% em seu faturamento, a quarta consecutiva, devido principalmente às baixas vendas do Wii U. Por isso mesmo, o presidente Satoru Iwata anunciou uma série de mudanças na estratégia da empresa, que agora passará a se voltar mais ao licenciamento de produtos e à aproximação de seu público com os títulos da empresa.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.