Nintendo admite ter interpretado mal o mercado com o Wii U

Por Redação | 20 de Janeiro de 2014 às 16h57

A Nintendo já esteve melhor. Mesmo com suas boas intenções, a empresa foi forçada recentemente a reduzir sua estimativa de vendas do Wii U por gritantes 70%.

Segundo o Wall Street Journal, recentemente, em uma conferência no Japão, o presidente da Nintendo, Satoru Iwata, admitiu que a companhia "interpretou mal o mercado" no que diz respeito ao console e que precisava agora mudar, encontrando algo que surpeendesse seus consumidores. "O modo como as pessoas usam seu tempo, seu modo de vida e quem elas são mudaram", disse Iwata. "Se ficarmos parados, nós vamos ficar ultrapassados", completou.

Alguns esperavam que Satoru se demitisse após os números ruins, porém, ele não o fez. O presidente da Nintendo também disse que a companhia está procurando por novos modelos de negócios e que vai discutir opções no próximo dia 30. Analistas, fãs e investidores acreditam que a companhia deverá entrar no mercado mobile, oferecendo grandes títulos como "Super Mario Bros" e "The Legend of Zelda" para smartphones e tablets.

A previsão inicial de vendas de Wii U da Nintendo para este ano era de 9 milhões, porém, foi reduzida para 2,8 milhões. Para efeito de comparação, a Sony vendeu 4,2 milhões de unidades do PlayStation 4 em apenas dois meses. Já a Microsoft comercializou mais de 3 milhões de unidades do Xbox One desde novembro.

Ainda de acordo com o WSJ, essa diminuição se traduz em um prejuízo esperado em 35 bilhões de ienes (aproximadamente R$ 784,7 bilhões), correspondendo à terceira perda consecutiva da empresa, comparada com o lucro de 10 bilhões de ienes previsto em abril do ano passado. Na época, Iwata disse que o lucro se tratava de um "compromisso" e que caso não fosse comprido, ele aceitaria um corte de salário.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.