Lindsay Lohan vai processar produtores de GTA V por uso indevido de imagem

Por Redação | 02 de Dezembro de 2013 às 17h24
photo_camera Divulgação

Depos de entrar para o livro dos recordes, um dos candidatos a título de melhor jogo do ano acaba de ganhar um capítulo à parte. Segundo informações do site TMZ, os produtores de Grand Theft Auto V podem ser processados pela atriz, cantora e modelo Lindsay Lohan por uso indevido de imagem.

Já se sabe que GTA V envolve assaltos, briga de gangues, tráfico de drogas, sexo e outros temas polêmicos. Mas a questão é a seguinte: os advogados de Lohan, após consultarem a própria atriz, afirmam que três materiais usados no jogo da Rockstar são inspirados na modelo norte-americana, e que nenhum deles teve a devida autorização legal para serem veiculados.

O primeiro material é a famosa garota de biquini vermelho que aparece nas primeiras campanhas publicitárias de GTA V desde o anúncio do jogo no ano passado – vale lembrar que a tal loira existe na vida real e se chama Shelby Welinder, que na época publicou uma foto para confirmar seu trabalho na série.

Lindsay Lohan

As outras duas supostas aparições de Lindsay Lohan no game envolvem duas missões opcionais no jogo. Na primeira, o personagem Michael precisa ajudar uma garota parecida com Lindsay a fugir dos paparazzi – quem lê os tabloides sabe da vida agitada e conturbada de Lohan, que sempre se envolveu em encrencas. Já na segunda missão secundária, Franklin precisa ajudar um amigo fotógrafo a tirar fotos de uma pessoa fazendo sexo em um hotel semelhante ao Chateau Marmont, em West Hollywood, local onde Lindsay chegou a morar durante um tempo.

Os produtores da Rockstar Games ainda não se pronunciaram sobre o caso. Ao que parece, os advogados de Lindsay Lohan estão elaborando uma ação judicial para exigir que a empresa pague à atriz os direitos de uso de sua imagem. O valor da indenização não foi divulgado.

Quem jogou Grand Theft Auto V sabe que o nome da popstar não é citado nenhuma vez durante o game. No entanto, o título é cheio de paródias e referências ao mundo real, além de críticas a personalidades conhecidas em todo o mundo. Em uma das missões, Michael precisa invadir a sede de um site chamado Lifeinvader para forjar a morte de seu fundador – uma clara analogia ao Facebook e seu CEO, Mark Zuckerberg. Outra referência é nos smartphones dos personagens que imitam os sistemas operacionais iOS, Android e Windows Phone.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.