'LEGO é ferramenta de satã', diz padre polonês

Por Redação | 03.04.2014 às 08:22
photo_camera Mashable

Em uma apresentação intitulada "Recuperando a Inocência das Crianças" voltada para pais, o padre católico Slawomir Kostrzewa destacou um inimigo em especial: a marca dinamarquesa de brinquedos LEGO.

De acordo com o padre, que é polonês, a companhia tem tomado o rumo em direção ao "mal" e, citando uma pesquisa neozeolandesa, mostrou que as expressões do brinquedo ficaram mais negativas nos últimos anos. O seu ataque, no entanto, foi especialmente dirigido a uma série do brinquedo sobre zumbis e guerreiros monstros, reporta o Telegraph.

"Camaradas amigáveis foram substituídos por monstros sombrios", disse Kostrzewa. "Esses brinquedos têm um efeito negativo nas crianças. Eles podem destruir suas almas e levá-las para o lado negro".

Lord Vampyre - Lego

Lord Vampyro, o senhor dos vampiros, da série Monster Fighters (Imagem: Reprodução/LEGO.com)

A série de guerreiros monstros tem entre seus personagens o Lord Vampyro, o Monstro do Pântano, o Cientista Louco, fantasmas e zumbis, entre outros. Batalham contra eles os guerreiros de monstros, como o Dr. Rodney Rathbone e a caçadora Ann Lee.

Dr. Rodney Rathbone - Lego Monster Fighters

Dr. Rodney Rathbone, caçador de vampiros, da série Monster Fighters (Imagem: Reprodução/LEGO.com)

Não é a primeira vez que o padre Slawomir Kostrzewa ataca brinquedos infantis por seu potencial de espalhar o mal sobre crianças. Ele já denunciou a Hello Kitty e o Meu Pequeno Pônei, dizendo que este último, por exemplo, é um "portador da morte". Vai entender, né?