Jogos eletrônicos ajudam alunos de escolas públicas a aprender brincando

Por Redação | 08.03.2013 às 15:45
photo_camera Folha de S. Paulo

Os formatos tradicionais de ensino com lousa, giz e cadernos estão ficando para trás e sendo substituídos por novas tecnologias como computadores, tablets, smartphones e até por jogos eletrônicos. O que antes era considerado apenas uma ferramenta para diversão, hoje, está ajudando muitas crianças e adolescentes a aprenderem as matérias tradicionais da escola brincando. A notícia saiu no jornal O Estado de S. Paulo.

Um dos jogos que devem ser implantados nas grades curriculares de escolas públicas de São Paulo e Rio de Janeiro foi desenvolvido pela Tamboro e permite que os alunos embarquem em um universo repleto de mapas e aventuras, e ainda por cima aprendam conceitos de matemática e língua portuguesa. A plataforma completa de jogos, que ainda está em fase de testes, deve ganhar 20 novos títulos que são destinados a trabalhar conceitos como a tomada de decisões, raciocínio, estratégia, antecipação e resolução de problemas.

"O estudante aprende o tempo inteiro enquanto joga, uma vez que ele quer passar de nível. Ao passar de fase, ele também vai sendo recompensado por prêmios, que são dados imediatamente, diferentemente de uma prova tradicional. No jogo eles têm os neuróns, como é chamada a moeda dentro do game", afirmou Samara Werner, diretora executiva da Tamboro. "Enquanto isso, os professores podem mapear onde os estudantes apresentam mais dificuldades, acompanhando o desempenho deles por meio de relatórios".

Games educativos

Reprodução: Planeta Gamer

A metodologia criada em cima dos jogos educativos é baseada em três aspectos diferentes: no uso dos jogos como fator motivacional para os alunos; na educação interdimensional, que é capaz de proporcionar aos alunos aprendizado em áreas presentes no currículo escolar tradicional e também em tomadas de decisões na vida real; e por último, na neurociência, para entender o funcionamento do cérebro na memória e na forma como determinado assunto deve ser apresentado.

Antes de finalizar o projeto e os jogos começarem a ser implantados nas escolas, a Tamboro está selecionando 30 jovens para serem seus Conselheiros Jedis - com referência à saga cinematográfica criada pelo diretor George Lucas, 'Star Wars' -, que irão jogar os títulos e deverão contribuir com ideias para melhorar os jogos educativos.