Análise - Hearthstone: Heroes of Warcraft pode ter um brilhante futuro

Por Felipe Santana Felix

Hearthstone ainda está em fase beta e não sabemos o tempo que este período de testes vai durar. Porém, o jogo já possui conteúdo suficiente para que muitas de suas propostas sejam entendidas e o que pode ser visto é um jogo muito bem estruturado e extremamente divertido que fará a Blizzard entrar no mundo dos free-to-play com o pé direito.

Cartas na mesa

Se compararmos Hearthstone ao principal card game do momento, Magic, vamos encontrar um jogo com dinâmicas parecidas devido ao gênero, porém com dinâmicas muito mais simples.

No Card Game da Blizzard existem 9 classes diferentes que representam tipos de baralhos distintos. Cada um deles tem como comandante um herói épico da história de Warcraft que possui um poder especial utilizado geralmente para ditar a estratégia do baralho.

A quantidade máxima de cartas em cada baralho é de 30 e o sistema de energia que possibilita o uso de cada carta gira em torno de cristais que aumentam todo turno, chegando a um máximo de dez, e que são renovados a cada rodada. Tudo bem simples, bem fácil de entender e, principalmente, muito divertido!

Claro que ainda não podemos comparar o pool de cartas com outros jogos do gênero. Hearthstone ainda está em beta e por isso possui poucos cards em sua coleção, porém essa "defasagem" faz com que as estratégias de cada baralho possam ser visualizadas de forma mais clara, assim os jogadores menos entendidos de cardgames podem compreender como as coisas funcionam.

O game até ensina um pouco no modo tutorial e no espaço de prática, porém os jogadores só poderão compreender estratégias mais avançadas nos três demais modos de jogo, dois deles de graça e um pago.

Hearthstone possui dois modos de games que se assemelham muito à forma mecânica de League of Legends. Os jogadores podem realizar suas partidas em um game normal ou em um game Rankeado.

Ainda não conseguimos descobrir todos os elementos envolvidos nas partidas rankeadas mas todos fiquem preparados que o sistema de elo existe e vem em forma de medalhões, ou seja, o jogo promete muita competitividade, afinal card game é isso.

O terceiro modo de jogo é o Arena. Nele os jogadores podem pagar R$ 4,50 ou 150 golds por cada entrada em um ciclo. Neste modo de confronto o sistema te dá 3 opções de classes e vai fornecendo cartas aleatórias para que seu baralho seja montado. É bem parecido com um formato selado, onde você recebe as cartas e deve se virar. Neste modo você só pode perder três partidas, porém mesmo com nenhuma vitória as recompensas valem o preço pago. Claro, elas aumentam de acordo com a quantidade de partidas ganhas e este é o principal atrativo do modo.

Além de ganhar novas cartas na arena, os jogadores podem aumentar sua coleção aos poucos com a evolução dos níveis de classe, construindo cartas através de pó mágico ou comprando pacotes com 5 cartas, os já conhecidos busters.

Coração das cartas

Este é o primeiro free-to-play da Blizzard e, por todas as mecânicas que envolvem o game, pode ser visto muito estudo de consumer behavior dentro do jogo. Games com esse tipo de sistema financeiro precisam fornecer ao jogador motivos constantes para continuar jogando e adquirindo bens in game e nada melhor do que um Card Game para fazer isso. O game envolve colecionáveis, disputa e, por meio das quests diárias, acaba incentivando o jogador a ter diversos outros baralhos.

Os preços dos pacotes de cartas não são caros, comparados com Magic online são até um pouco mais baratos. Porém, o ecossistema do Magic é muito mais profundo e fazer comparativos entre os dois é complicado pois não sabemos ao certo a proposta de Hearthstone.

É obvio que o game é totalmente diferente de tudo que a Blizzard ja fez, porém, como quase tudo que a empresa desenvolve, Heatstone: Heroes of Warcraft está fenomenal.

Existem algumas coisas a discordar em relação à interação das cartas. Por exemplo, se uma criatura possui stealth ela não pode tomar dano até que cause dano, porém se uma mágica causa dano a uma criatura aleatória, esta criatura com stealth pode ser alvo e receber este dano. Um pouco estranho, mas é para isso que serve a fase beta: corrigir erros.

O que precisamos acompanhar de verdade é a manutenção do game após o desenvolvimento. Com que período a Blizzard irá criar novas coleções de cartas? Será que a empresa irá criar mais modos de jogo que possam desafiar ainda mais os jogadores? São estas as perguntas que precisam ser feitas e tenho certeza que para algumas a Blizzard tem a respostas.

Mesmo que o jogo não vá competir com card games mais complexos, é necessário criar um ecossistema interessante para os jogadores de Hearthstone. Se a Blizzard quer jogadores gastando dilmas, obamas ou qualquer outra moeda, o ecossistema tem de valer a pena. Ainda esperamos para ver.

O Beta pode ser acessado em http://us.battle.net/Hearthstone/pt/.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.