Game Tropico 5 é censurado por ditadura militar da Tailândia

Por Redação | 05.08.2014 às 10:00

A ditadura militar instaurada na Tailândia baniu nesta segunda-feira (04) o jogo de simulação Tropico 5 alegando preocupações com a segurança nacional. Ironicamente, no game o jogador pode assumir o controle e governo de uma ilha caribenha na pele de um ditador.

"É um bom jogo, com reviews positivos", afirmou o gerente de marketing da New Era Thailand, distribuidora do jogo, Nonglak Sahavattanapong, à agência Associated Press. "Nós obtivemos licenças para distribuir Tropico 3 e Tropico 4 antes, mas no quinto jogo, o enredo se desenvolveu e pode haver alguma parte que não é apropriada na situação atual".

O anúncio do banimento foi feito através das páginas da distribuidora no Facebook e no Twitter. A empresa decidiu não apelar contra a decisão do regime.

O quinto título da série foi lançado na América do Norte em maio deste ano, no mesmo mês que o governo da primeira-ministra Yingluck Shinawatra foi derrubado pelo golpe militar que instaurou o atual regime.

Responsável pelo jogo, a Kalypso Media afirmou que está "desapontada" com o ocorrido e afirmou que apesar da série ter "um elemento político realista", o conteúdo é todo criado de maneira humorística.

Segundo afirmou o diretor global da empresa, Stefan Marcinek, em um comunicado, a Kalypso Media está trabalhando para tentar reverter a decisão. "Isso soa como algo que poderia ter vindo de um dos editais do próprio El Presidente", ironizou em referência ao ditador protagonista da série.