Eletronic Arts investe em proteção reforçada para evitar pirataria de FIFA 13

Por Redação | 21.08.2012 às 15:24

A pirataria tem dado dor de cabeça para as desenvolvedoras, principalmente no que se refere a títulos famosos. Por conta disso, a EA está preparando todo um processo de segurança, para impedir que seu FIFA 13 caia em mãos erradas, e seja comercializado de forma ilegal, muito tempo antes de chegar às lojas oficialmente.

O presidente da Eletronic Arts, Frank Gibeau, revelou que a empresa está investindo todos os recursos necessários para que o alicerce que sustenta o lançamento do jogo não desabe nas mãos dos hackers.

"Nós aprendemos muito com a última experiência que tivemos, em relação ao FIFA 12, que foi apresentado antes do tempo previsto. Muitas empresas estão sofrendo com isso, neste exato momento. Existe uma pirataria muito sofisticada na indústria e vivemos numa batalha contínua", disse Gibeau.

A desenvolvedora está de olhos bem abertos, e pedindo o apoio até mesmo dos fãs, para que ajudem na conscientização sobre o trabalho inserido num determinado jogo, e no que esse processo ilegal de distribuição acarreta.

"Nos tomamos isso como algo realmente muito sério, por isso, vamos nos proteger. A aprendizagem obtida com o FIFA do ano passado está servindo para que este ano não tenhamos dores de cabeça. Existem algumas medidas de segurança adicionais, mas evidentemente não vamos comentar para não facilitar o trabalho dos hackers", completou o CEO.