Destiny deve superar GTA V como o jogo mais caro da história

Por Redação | 07 de Maio de 2014 às 11h50
photo_camera Divulgação

Um dos recordes de Grand Theft Auto V, da Rockstar Games, deve ser quebrado ainda este ano. Segundo informações da Reuters, a Activision Blizzard, responsável por sucessos como Call of Duty e Skylanders, deve gastar o equivalente a US$ 500 milhões (R$ 1 bilhão) para desenvolver e promover seu novo blockbuster, o jogo de tiro em primeira pessoa Destiny.

Durante uma conferência em Los Angeles (EUA), o CEO da empresa, Bobby Kotick, disse que o valor supera os gastos de grandes produções de Hollywood. O investimento será dividido entre marketing e ações de distribuição (embalagens, suporte de infraestrutura), mas um porta-voz da companhia não revelou como os gastos serão distribuídos para cada área. Mesmo assim, investidores da Activision esperam que o título, que será lançado em 9 de setembro, possa ajudar no aumento das receitas da empresa, que tiveram crescimento de apenas 6% em 2013.

"Se você faz uma aposta de US$ 500 milhões, você sabe com o que está lidando. Os níveis estão ficando cada vez maiores para nós", disse Kotick em referência ao mercado de games como um todo.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Destiny é um jogo de tiro em primeira pessoa que está sendo desenvolvido pela Bungie, mesmo estúdio responsável pela série Halo, do Xbox. O título tem foco no multiplayer online cooperativo e se passa em uma realidade futurista com elementos de ficção científica. O jogador entra na pele de um personagem conhecido como Guardião, que precisa defender a última cidade segura da Terra e restaurar o equilíbrio do Sistema Solar contra ameças interestelares. O game terá versões para PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One.

Analistas afirmam que o meio bilhão de dólares do game seria o maior orçamento de um único jogo, ainda mais se levar em consideração de que se trata de um título inédito, ou seja, não é a sequência de uma franquia já existente. Além disso, a Activision teria de vender entre 15 e 16 milhões de cópias do game para recuperar os US$ 500 milhões - cada unidade do jogo será vendida por US$ 60 nos Estados Unidos.

"O plano da Bungie [criadora de Desitny] é ambicioso e projetado para se desdobrar ao longo de um período de 10 anos. A longo prazo, esperamos que os custos do produto final se alinhem com outros títulos Triple-A", disse um porta-voz da companhia. Vale lembrar que, em 2010, a Activision assinou um contrato de dez anos com a Bungie que lhe garante os direitos de distribuição mundial do game e controle significativo sobre o desenvolvimento da franquia.

Arvind Bhatia, analista da Sterne Agee, acredita que a estratégia da Activision pode trazer resultados incertos, principalmente pelo fato de Destiny ser uma nova propriedade intelectual. Bhatia espera que o game venda 8 milhões de unidades nos primeiros meses, ao contrário de GTA V, que vendeu mais de 32,5 milhões de cópias até fevereiro deste ano. A diferença é que a franquia da Rockstar já está há mais de uma década no mercado e até hoje é considerada uma das séries mais aclamadas pelos jogadores.

Lançado em setembro de 2013, Grand Theft Auto V é dono de um dos maiores orçamentos da história dos games, com US$ 260 milhões em gastos feitos pela Take-Two Interactive, que pertence à Rockstar. No final do ano passado, esse foi um dos recordes quebrados pelo título, além de jogo mais vendido no mundo em 24 horas e jogo que gerou US$ 1 bilhão mais rápido. Você pode ver a lista completa neste link.

Abaixo, assista a um vídeo de gameplay de Destiny:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.