Desenvolvedor atribui popularidade de Flappy Bird à sorte

Por Redação | 03.02.2014 às 18:26

Se você costuma acessar redes sociais, com certeza já ouviu falar de Flappy Bird. O título extremamente simples e difícil na mesma medida foi criado por uma desenvolvedora do Vietnã, chamada .GEARS, e rapidamente saiu do anonimato para a primeira posição no ranking de downloads da App Store, levando junto os outros dois jogos da empresa. Na Google Play, a história é semelhante.

A .GEARS, na verdade, é apenas uma única pessoa: Nguyen Ha Dong, de 29 anos. Ele se diz impressionado com o sucesso meteórico de Flappy Bird e não consegue descrever exatamente o que levou o jogo ao topo das paradas. Em entrevista ao site Chocolate Lab Apps, ele afirma que foi pura sorte, uma vez que não possui recursos para comprar anúncios ou realizar grandes campanhas de marketing para promover sua criação.

Na visão do site Tech Crunch, foram a premissa simples e a dificuldade insana que levaram o título a se tornar tão bem sucedido. A ideia básica é carregar um pássaro por um mundo pixelado por meio de toques na tela. Pelo caminho, o jogador deve passar por abertura em canos retirados da série Super Mario Bros., ganhando um ponto a cada movimento completado. O problema é que controlar o pássaro com a touchscreen é praticamente impossível.

Com entre dois e três milhões de downloads todos os dias, Flappy Birds está enlouquecendo pessoas ao redor do mundo. É o que mostra, por exemplo, as recomendações dos usuários feitas tanto na loja da Apple quanto na do Google. Todos, absolutamente, criticam a dificuldade extrema e parabenizam o desenvolvedor por isso, citando a satisfação de bater o próprio recorde como um dos principais atributos positivos. Daí para o início de uma propaganda boca a boca, foi questão de tempo.

Flappy Bird

Publicado em maio de 2013, o jogo passou praticamente despercebido até novembro, quando começou a apresentar um padrão de crescimento e queda nos downloads. A curva, porém, crescia cada vez mais até se estabilizar no início de janeiro de 2014, quando começou a obter a marca diária atual e, de lá, pelo menos por enquanto, não saiu mais.

De grande ajuda, com certeza, foi o fato do jogo ter caído nas graças dos sites que analisam jogos de celular, como o Mobile Arcade ou o próprio Chocolate Lab Apps. Foi aí que começou uma disputa silenciosa entre os veículos da área, para decidir quem escreveria o melhor e mais profundo review do título. Todos, claro, usaram a hashtag #flappybird no Twitter e Facebook, aumentando ainda mais a popularidade do título.

Falando em redes sociais, Dong afirma que as contas “oficiais” do game nos serviços não pertencem a ele. Mesmo assim, agradece o carinho dos fãs e toda a propaganda feita por eles, que substituiu de forma brilhante qualquer tipo de esforço de marketing. Isso, inclusive, levou a .GEARS a um feito inédito: a colocação de três títulos diferentes entre os dez mais baixados da App Store, algo jamais obtido por uma desenvolvedora independente.

E para quem está sofrendo com a dificuldade do título, Dong dá uma dica: “não aperte rápido demais nem com muita força”. Ele afirma que não acha o jogo impossível e que testa pessoalmente todos os lançamentos para garantir que eles são jogáveis. Ele, porém, não revelou a pontuação mais alta que já obteu em seu próprio game.