10 jogos inesquecíveis nos 30 anos do Nintendinho

Por Douglas Ciriaco | 19 de Outubro de 2015 às 17h34

No dia 18 de outubro de 1985, a Nintendo resolvia expandir o alcance de seu principal produto da época, o Nintendo Entertainment System, também conhecido como NES ou, no Brasil, simplesmente Nintendinho.

Há 30 anos, o aparelho era lançado fora do Japão pela primeira vez, quase dois anos após chegar às lojas do mercado nipônico. Coreia do Sul e América do Norte foram os primeiros lugares escolhidos pelos japoneses para espalhar aquela maravilha do entretenimento de 8-bits.

Estávamos na terceira geração dos consoles e os jogos começavam a evoluir, apresentando novas características que conquistariam milhões de pessoas ao redor de todo o mundo nos anos seguintes. O Nintendinho foi ainda o berço para o nascimento de inúmeros clássicos, bem como campo fértil para a evolução de outros games que fizeram história.

Para celebrar as três décadas da expansão mundial do Nintendinho, aqui vai uma lista com 10 jogos inesquecíveis que marcaram época na infância de muita gente. É importante ressaltar que esta é apenas uma lista de clássicos, sem significar que um jogo é melhor do que outro. Confira:

10. Tetris (1989)

Clássicos do NES

Tetris, de 1984. (Foto: Reprodução/YouTube)

Uma febre soviética desde 1984, ano de seu lançamento, Tetris ganhou o mundo nos anos seguintes e chegou ao Nintendinho com uma versão oficial. A criação veio depois de uma disputa judicial envolvendo a companhia japonesa e a norte-americana Tengen (divisão de softwares para consoles da Atari), que também havia lançado seu próprio Tetris para NES.

A briga parece ter causado um efeito positivo, resultando em um sucesso gigantesco do jogo. Ao todo, foram vendidas mais de 8 milhões de cópias deste game simples, mas capaz de explorar as novas possibilidades gráficas e de mobilidade dentro do console de 8-bits.

9. Final Fantasy (1987)

Clássicos do NES

Final Fantasy, de 1987. (Foto: Reprodução/YouTube)

Uma das séries de RPG mais conhecidas e celebradas de todos os tempos, Final Fantasy debutou no Nintendinho em 1987. O primeiro título da franquia de grande sucesso e que conta com milhões de fãs espalhados pelo mundo chegou como uma última tentativa da então pequena produtora Square de salvar as suas finanças.

Depois de inúmeros fracassos comerciais, o desenvolvedor Hironobu Sakaguchi apostar tudo em uma “fantasia final”, inspirado em outros games de sucesso da época, como Dragon Quest e The Legend of Zelda. A aposta final da Square deu certo, a companhia não foi à falência e o resto é história.

8. Mike Tyson's Punch Out (1987)

Clássicos do NES

Mike Tyson's Punch Out!!, de 1987. (Foto: Reprodução/Strange Kids Club)

Uma variação de Punch-Out!! chegou às lojas dos Estados Unidos em outubro de 1987. Como principal jogo de boxe de sua época, nada mais justo do que ela trazer a marca do principal pugilista daqueles dias, o então jovem Mike Tyson, com apenas 21 anos de idade e já com um cinturão de campeão mundial dos pesos pesados.

Com visual estilo cartoon e uma movimentação bastante interessante, Punch-Out!! colocava você na pele do jovem boxeador Little Mac em busca do sucesso. Na trajetória rumo ao título, seu personagem deveria enfrentar oponentes caricatos e sempre bem maiores do que ele. E o chefão, como deve ter ficado claro, era ninguém menos do que o próprio Tyson.

7. Contra (1988)

Clássicos do NES

Contra, de 1988. (Foto: Reprodução/Gamedbase)

Um dos mais clássicos shoot 'em up de todos os tempos, Contra chegou ao Nintendinho em 1988 após enorme sucesso nos fliperamas. Desenvolvido pela Konami, o jogo se passava em um futuro distópico no qual um grupo chamado Red Falcon planejava conquistar o mundo.

Na pele de dois soldados de um esquadrão de elite do exército dos EUA, especializados em enfrentar este tipo de situação, você partia pela ilha de Galuga, em um arquipélago próximo da Nova Zelândia, para derrotar os inimigos. Armas que evoluíam, muitos pulos e explosões compunham o cenário de guerra deste clássico.

6. Castlevania III: Dracula's Curse (1989)

Clássicos do NES

Dracula's Curse, de 1988. (Foto: Reprodução/YouTube)

O primeiro Castlevania poderia estar nesta lista, mas é notório que o grande sucesso da série foi o seu terceiro episódio, Castlevania III: Dracula's Curse, lançado em 1989. Aqui, o game conseguia resgatar os bons elementos da estreia, voltando a ser um jogo de plataforma de ação, já que Castlevania II tinha uma pegada mais próxima dos jogos de RPG e de aventura.

Em Dracula's Curse, Castlevania estava maior e muito mais intenso, com o jogador no comando do protagonista Trevor e com muito mais controle sobre o desenrolar da história. Em certo momento, era possível selecionar entre dois caminhos, resultando assim em múltiplos finais para a história do jogo, algo pioneiro para a época.

5. Mega Man 2 (1988)

Clássicos do NES

Mega Man 2, de 1988. (Foto: Reprodução/DigitalSpy)

A continuação de Mega Man pegou todo mundo de surpresa. Mega Man 2 conseguia ser incrivelmente interessante, figurando provavelmente como o grande título da franquia do menino-robô. O jogo trazia diferentes níveis de dificuldade, combinando assim um bom nível de desafio com uma história muito bem desenvolvida.

Graficamente falando, ele também era superior ao antecessor e, no conjunto da obra, nunca mas um jogo do Mega Man conseguiu se aproximar do impacto causado por este título. Chefes desafiadores, ótima jogabilidade e bom arsenal à disposição do protagonista completam o game que fez parte da infância de muita gente.

4. Super Mario Bros. (1985)

Clássicos do NES

Super Mario Bros., de 1985. (Foto: Reprodução/YouTube)

Não há como falar de Nintendo sem citar Mario e sua turma. Em 1985, o personagem que surgiu dentro de Donkey Kong ganhava sua primeira aventura solo, ainda incerta, mas com grande potencial. Em Super Mario Bros., você controlava um encanador bigodudo que precisava resgatar uma princesa raptada por um vilão em forma de tartaruga.

O sucesso foi imediato e alçou o seu protagonista à posição de ícone da empresa. A integração perfeita entre personagens, cenários e plataforma resultou no maior sucesso comercial do console, com mais de 40 milhões de cópias vendidas. Ele foi também o pontapé para uma das séries de games mais famosas e bem-sucedidas da história.

3. Metroid (1986)

Clássicos do NES

Metroid, de 1986. (Foto: Reprodução/Gamedbase)

Uma das séries de games de ficção científica mais conhecidas do mundo também começou no Nintendinho. Em 1986, chegava às lojas Metroid, título desenvolvido pela própria Nintendo em parceria com a Intelligent Systems. Aventura estilo side scrolling, o game colocava o jogador dentro de um mundo amplo e interconectado.

E aí estava uma das peças-chave do game: foco na exploração e oferecer um campo vasto para isso, o que o transformou em um dos grandes ícones do gênero. Levando em conta as limitações técnicas da época, dá para posicionar Metroid como um bisavô dos atuais jogos de mundo aberto.

2. The Legend of Zelda (1987)

Clássicos do NES

The Legend of Zelda, de 1987. (Foto: Reprodução/Emuparadise)

Chegando à segunda posição, é claro que as aventuras de Link não poderiam ficar de fora desta lista. The Legend of Zelda também figura como antepassado dos jogos de mundo aberto e é outro nome clássico da Nintendo. Seu protagonista se transformou em ícone e em um dos personagens mais adorados da história dos jogos eletrônicos.

O grande ponto positivo aqui era a confusão. Mapa grande e bem trabalhado, ele era confuso e demandava ainda mais atenção do jogador, que entrava cada vez mais fundo na mistura de RPG com aventura. Quem jogava precisava explorar as possibilidades do game, descobrindo detalhes e novidades aos poucos neste que foi um dos grandes jogos já feitos pela Nintendo.

1. Super Mario Bros. 3 (1988)

Clássicos do NES

Super Mario Bros. 3, de 1988. (Foto: Neo Musume/DeviantArt)

Em primeiro lugar, o grande clássico da plataforma. A afirmação de que Super Mario Bros. 3 é o principal jogo feito para Nintendinho sem dúvida gera polêmicas, especialmente para aqueles que são mais fãs de Link, mas elas pode ser feita sem grandes questionamentos.

Super Mario Bros. 3 oferecia uma aventura moderna e desafiadora, marcando um salto bastante significativo em relação às duas edições anteriores do game. O título conseguia ir ao limite de tudo o que era possível do ponto de vista técnico da plataforma, misturando bons gráficos com jogabilidade fluída e uma ótima história. E, mesmo com avanços tecnológicos e várias gerações depois, ele continua encantadoramente atual.

Eleger uma lista com 10 clássicos para um console é algo quase impossível, especialmente quando se trata da aurora dos videogames. Jogos simples, mas envolventes e repletos de significados para os gamers, surgiram aos montes naquela época, mas aqui está a nossa opinião.

Obviamente, é possível citar ainda títulos como Duck Tales, Ninja Gaiden, R.C. Pro-Am, Excitebike, Mega Man 3, Super Mario Bros. 2, Bubble Bobble, Battletoads e tantos outros que fizeram história. Agora é sua vez: sentiu falta de algum título em nossa lista? Trocaria alguns jogos por outros? Deixe a sua opinião nos comentários.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.