Tim Cook explica o motivo por trás da "morte" do iPod Classic

Por Redação | 28 de Outubro de 2014 às 16h40

Todos que acompanham a trajetória da Apple (ou de qualquer outra empresa) sabem que é normal alguns produtos serem descontinuados com o passar dos anos e que os motivos são os mais variados possíveis. As marcas precisam, de certa forma, focar no que é mais novo, pois, eventualmente, os produtos acabarão caindo em desuso.

No mês passado, o mundo da tecnologia foi surpreendido pela "morte" de um produto que deu muito o que falar: o iPod Classic. Famoso por ter revolucionado a forma como as pessoas se relacionam com a música, o gadget também foi o ponto de partida do relacionamento de muitos usuários com os produtos da Maçã e, por issso, surpreendeu o fato dele ter sido descontinuado.

O motivo por trás disso tudo foi explicado pelo presidente executivo da empresa nesta segunda-feira (26). Numa conferência promovida pelo Wall Street Journal, Cook disse que a decisão foi tomada por um problema um tanto quanto inusitado: a falta de peças para o tocador de músicas. "Nós não conseguíamos mais achar as peças em nenhum lugar da Terra", declarou o executivo.

Cook também citou a baixa demanda dos consumidores pelo aparelho, que possuía um projeto bastante trabalhoso, e o fato de existirem outras alternativas. No final, a única vantagem do iPod Classic acabava sendo a grande fatia de espaço disponível para armazenar as músicas.

O fim do iPod Classic marca, de certa forma, o fim de uma era e de um produto que, com certeza, influenciou todo o campo tecnológico e ensinou muitas coisas às empresas que fabricaram produtos similares.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.