Roomba, o robô-aspirador, é acusado de espalhar cocô pela casa

Por Redação | 26 de Agosto de 2016 às 17h40

O Roomba é um robô em formato de disco que percorre os cômodos da casa automaticamente, aspirando a sujeira que encontra pelo caminho. Inteligente, ele segue diversas rotas, cria mapas na memória e pode se recarregar automaticamente ao voltar para a estação de energia. Enfim, é uma máquina prática que tem vários clones por aí.

Mas se tem uma coisa que o dispositivo não consegue lidar é com fezes de animais. Uma vez que passar por cima desses montinhos, espere por uma cena de horror, tendo a casa infestada de cocô por todos os lados.

"Sendo honesto, isso acontece com frequência", disse um porta-voz da iRobot, empresa que fabrica o aparelho, para o jornal The Guardian. "Geralmente, dizemos às pessoas para tentar não programar o aspirador quando você sabe que tem cachorros que podem fazer tamanha bagunça. Com animais, tudo pode acontecer".

A companhia deu essa declaração em razão da história de Jesse Newton, que escreveu sobre sua tragédia no Facebook. "Jamais, sob qualquer circunstância, deixe seu Roomba passar sobre fezes de cachorro", avisou. "Ele vai espalhar cocô sobre qualquer superfície em seu alcance, resultando em uma casa que lembra muito uma pintura de fezes de Jackson Pollock".

Já o jornal inglês trouxe o caso de uma neurocientista chamada Becca, que teve o desprazer de ver essa situação acontecer "entre cinco e dez vezes nos últimos dois anos". "É terrível. As fezes ficam impregnadas nesses pequenos sulcos das rodinhas, são sugadas para dentro e grudam em todas as vassouras", afirmou.

Para a iRobot, a situação é um desafio que ainda não tem solução. "Nossos engenheiros estão sempre tentando imaginar jeitos de ajudar as pessoas com seus problemas e nós sabemos que isso é um problema com a qual as pessoas lidam", disse o porta-voz. "Não posso dizer que temos uma solução, mas é certamente algo que nossos engenheiros estão à par".

Pelo jeito, a única forma de não deixar a casa toda melada é mesmo se certificar de que não há cocô antes de ligar o aspirador, ou levar o cachorro para passear enquanto o serviço é feito.

Fonte: Gizmodo