Google compra startup de rastreamento ocular para turbinar seu headset

Por Redação | 25 de Outubro de 2016 às 22h18

O Google está bastante empenhado em aperfeiçoar sua área de realidade virtual. Depois de trabalhar no desenvolvimento dos headsets Cardboard e Daydream, ao que tudo indica a companhia está trabalhando em um novo dispositivo, mas evita ao máximo falar sobre ele. Mas, a mais recente aquisição do gigante nos dá boas pistas do que vem por aí.

Hoje (25) o Google fechou a compra da Eyefluence, uma startup especializada em rastreamento ocular. E esta pode ser a grande sacada do próximo headset da companhia, que deve chegar transformando movimentos dos olhos dos usuários em ações virtuais.

Segundo o Engadget, o CEO da startup de três anos, Jim Marggraff, trabalhou em aplicativos que captam os movimentos dos olhos para depois dizer ao usuário como ele se sente a respeito de algum objeto para o qual estivessem olhando, determinando se ele ficou interessado ou entediado com aquilo que viu. O Google não revelou o motivo por trás da aquisição, muito menos o valor, mas em uma era de Oculus Rift e HTC Vive, nem é preciso ir muito longe para adivinhar.

"Ao longo destes últimos três anos e meio, formamos uma equipe incrível, aperfeiçoamos nossa tecnologia de interação ocular e criamos fortes parcerias para desenvolver uma linguagem totalmente nova neste ramo", revelou a companhia em seu blog Eye to Eye.

Aliás, engana-se quem pensar que o Google será o pioneiro a levar essa tecnologia para as mãos (ou melhor, os olhos) do usuário final. Uma startup chamada Fove já angariou US$ 480 mil no Kickstarter para desenvolver um headset de rastreamento ocular, e abrirá a fase de pré-venda no próximo mês.

Fonte: Eyefluence (Eye to Eye), via Engadget

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.