Empresa cria dispositivo minúsculo que vai transformar qualquer parede em tela

Por Redação | 24.04.2017 às 16:06
photo_camera Lightform

Projetores não são os equipamentos mais comuns para se ter em casa, mas é inegável a capacidade que eles têm de ampliar a experiência com o entretenimento caseiro. No que depender da Lightform, startup que acaba de anunciar um dispositivo que incrementa o funcionamento de um projetor, isso está prestes a mudar. A grande sacada do gadget é usar mapeamento de projeção para transformar absolutamente qualquer parede em tela.

A tecnologia de mapeamento de projeção também é conhecida como realidade aumentada projetada e funciona de forma simples: ela vai avaliar a superfície de um ambiente para adaptar a projeção. Com isso, o minúsculo dispositivo Lightform se torna capaz de avaliar exatamente a forma como algo deve ser projetado sobre qualquer tipo de parede, oferecendo resultados excepcionais.

Cocriador da empresa e um dos responsáveis pelo Lightform, Raj Sodhi chama a sua ferramenta de “interface de usuário ubíqua”, ou seja, uma interface de usuário capaz de estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Durante anos e anos, a tecnologia do mapeamento de projeção foi algo caro e inacessível para a esmagadora maioria das pessoas, mas isso começou a mudar e este novo gadget pretende contribuir com isso.

O equipamento é, de fato, um computador, contando com câmera de alta resolução e processador de dados. Ele monitora constantemente o ambiente no qual é instalado usando a sua câmera, garantindo com isso que sempre sabe exatamente como está tudo ao seu redor, com cada pixel do projetor representando um ponto do mundo real. Assim, ele converte esta informação e então projeta a luz sobre a superfície de maneira inteligente.

Lightform aprimora as projeções. (Foto: Reprodução/Lightform)

Automatizando a projeção

É esta a tecnologia que permite ao Lightform transformar qualquer parede em tela, facilitando a vida de quem deseja criar painéis multimídia para diversos fins. Em suma, o novo dispositivo automatiza a alocação específica de pixels que até hoje é feita manualmente por artistas que realizam projeções em prédios, por exemplo. O novo dispositivo traz ainda um app mobile de apoio, por meio do qual será possível criar projeções personalizadas de maneira simples.

No futuro, um equipamento como este pode dar um viés muito mais prático e cotidiano a tecnologias como projeção e realidade aumentada. Imagine, por exemplo, um equipamento capaz de projetar moldes para desenho em superfícies irregulares ou mesmo o ponto exato em que uma incisão deve ser feita por um profissional da área da saúde.

Via Wired