Brasileiro inventa lousa que permite fazer música usando tinta

Por Redação | 14 de Agosto de 2017 às 10h57
photo_camera Reprodução: Catarse

Aprender a tocar um instrumento ou estudar teoria musical pode ser bastante difícil e complicado. Para superar essa barreira e criar o interesse em crianças, o arte-educador Vitor Moreira inventou a PiMu, uma lousa musical. Com o aparelho, é possível usar tinta guache e os dedos para tocar trechos sonoros em loop e fazer suas próprias criações com eles. O projeto está captando recursos para produção na plataforma de financiamento coletivo Catarse.

Lousa musical PiMu
Lousa musical PiMu (Reprodução: Catarse)

A PiMu tem 24 pontos musicais. Ao serem ligados à borda por qualquer material condutivo — tinta guache, massinha de modelar ou até mesmo os dedos —, a lousa toca repetidamente o som daquele botão. Há um conjunto de trechos predefinidos, parecidos com os ritmos que você encontraria em um teclado, mas é possível colocar qualquer som nos botões por meio de uma porta USB.

Saídas laterais da PiMu
Saídas laterais da PiMu

A ideia do arte-educador é empoderar crianças e criar nelas o interesse pela música de uma maneira mais intuitiva, sem depender do ensino da teoria musical ou da prática com instrumentos. “Não estou excluindo a importância da teoria musical, mas somente não colocando ela como necessária, e sim como uma ferramenta que possibilita compor com um maior detalhamento”, diz Moreira na página do seu projeto no Catarse.

Criada há mais de um ano, a PiMu já consegui reconhecimento: o projeto foi um dos 12 finalistas do Acelera Startup, da Fiesp, e esteve presente no Circuito Sesc de Artes de 2017. Agora, está captando fundos para produção por meio do Catarse

Por meio da plataforma de financiamento coletivo, é possível encomendar sua PiMu por R$ 400, um desconto de 20% sobre o preço pelo qual ela será vendida quando a produção começar. Escolas também podem comprar kits com cinco ou dez lousas mais um treinamento para seus professores. O objetivo é levantar R$ 50 mil até o dia 14 de setembro. 30% da meta foi atingida.

Fonte: Catarse via Hypeness

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.