Xiaomi anuncia pulseira inteligente que custa apenas US$ 13

Por Redação | 22 de Julho de 2014 às 09h10
photo_camera Divulgação

Você certamente já deve ter ouvido falar da Xiaomi, a gigante japonesa conhecida como "a Apple do oriente". Além do icônico CEO Lei Jun, obviamente comparado ao cofundador da Maçã, Steve Jobs, a empresa tem entre seus principais executivos o brasileiro Hugo Barra, que ajuda na expansão dos dispositivos da companhia, famosos por unir qualidade e preço acessível.

A corporação já lançou tablets, smartphones e até uma TV Android com resolução Ultra HD (4K). Agora, pronta para entrar no mercado de dispositivos vestíveis, a Xiaomi anunciou a Mi Band, sua primeira pulseira inteligente que custa o equivalente a apenas US$ 13 (cerca de R$ 26 na cotação atual). As informações são do site The Next Web.

Assim como as smart bands disponíveis à venda atualmente, a Mi Band tem como foco monitorar a saúde do usuário. Ela possui sensor de frequência cardíaca, função para acompanhar as noites de sono de seu dono e alarme. O acessório ainda é à prova d'água e poeira e pode passar 30 dias sem precisar de uma nova recarga. Além disso, o acessório pode ser usado para desbloquear os smartphones da companhia sem precisar digitar uma senha ou padrão toda vez que o usuário tiver de acessá-lo.

Xiaomi Mi Band

O design é bem simples - lembra um pouco a Fuel Band da Nike -, e o gadget está disponível nas cores laranja, rosa, azul, amarela, verde e preta. De acordo com o CEO Lei Jun, a Mi Band receberá atualizações no futuro que inclurão recursos de automação residencial. Por exemplo, o usuário poderá destravar a porta de casa ou ligar/desligar determinados equipamentos usando apenas a pulseira.

Ainda não há uma data de lançamento oficial do acessório, mas a expectativa é que ele chegue ao mercado chinês ainda neste ano.

Leia mais sobre a Xiaomi:

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.