TV com realidade aumentada vai mudar a forma como consumimos conteúdo

Por Redação | 04.02.2014 às 06:40

Você está vendo um documentário na TV, quando faz um simples movimento com a mão para selecionar conteúdos complementares. As informações saltam da tela em diferentes camadas, dando a sensação de profundidade, como em um filme 3D. Você não precisa de controles para isso: tudo acontece de uma forma fluída e natural.

A cena descrita acima poderia fazer parte de um roteiro de ficção (alguma coisa lembra Minority Report?) ou dos sonhos de um apaixonado por tecnologia, mas ela pode ser a sua realidade em apenas alguns meses. Imagine um mundo em que a sua Smart TV é completamente ultrapassada. Isso está prestes a acontecer.

inair

O projeto batizado de InAir traz um equipamento que pode ser adaptado a um televisor com o objetivo de fornecer conteúdo relacionado. A ideia surgiu na SeeSpace, uma startup baseada na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos.

Na prática funcionaria assim: ao ver um documentário sobre exploração espacial, por exemplo, o usuário poderia visualizar infográficos e dados mais detalhados sobre as missões mostradas. Para isso, não seria mais necessário deixar de olhar para a TV e apelar para uma segunda tela, como geralmente fazemos hoje com dispositivos portáteis como smartphones e tablets.

O sistema InAir usa a conexão com a web para obter informações, que podem aparecer normalmente na tela, imersas no conteúdo ou podem saltar do display na direção do usuário, com um televisor 3D. O sistema pode ser experimentado em qualquer TV com conexão HDMI, mas é claro que ele é otimizado com o uso de recursos de três dimensões, o que deixa o usuário mergulhado no conteúdo.

inair

Sensores de movimento (como o Kinect) ajudam a interpretar os movimentos das mãos, dando o controle do sistema, que também poderia ser comandado por aplicativos de smartphones, se o usuário assim preferir.

O projeto está no Kickstarter e a campanha já arrecadou mais de US$ 87 mil de uma meta de US$ 100 mil. Quem quiser apoiar o projeto, pode enviar a quantia mínima de US$ 89, que garante a entrega de um InAir a partir do mês de setembro deste ano.