John McAfee quer vender 'gadget anti-NSA' por US$ 100

Por Redação | 30.09.2013 às 16:44

O polêmico John McAfee está trabalhando em um novo e ousado projeto. Ele acredita que pode ser mais esperto do que a Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos e criar um gadget que atua em redes incapazes de serem acessadas por agências governamentais.

Em um evento que aconteceu no Centro de Convenções de San Jose, Califórnia, no último sábado (28), McAfee revelou seu grande plano para criar um gadget chamado "D-Central" que se comunica com smartphones, tablets e notebooks para criar redes descentralizadas, que não podem ser monitoradas.

A novidade pode soar como algo saído de um filme de sci-fi, mas o magnata da informática quer construir e vender o dispositivo por menos de US$ 100. "Não haverá nenhuma maneira do governo saber quem você é ou onde você está", disse McAfee. Efetivamente, ele funciona através da criação de pequenas redes privadas que atuam como uma teia escura que se torna inacessível para os outros.

McAfee diz que vem planejando a tecnologia há alguns anos, mas o trabalho no projeto se intensificou ao longo dos últimos meses. O gadget não é projetado para substituir a internet, em vez disso ele fornece uma rede local dinâmica onde os usuários podem se comunicar de maneira privada e compartilhar arquivos tranquilamente. Ele irá fornecer um modo privado e outro público.

McAfee diz que ainda demora cerca de seis meses para apresentar um protótipo do dispositivo, e que o atual possui uma forma arredondada e nenhuma tela. "Nós temos o design pronto, estamos à procura de parceiros para o desenvolvimento do hardware", explica, lembrando que pode haver três ou quatro modelos diferentes de hardware final do D-Central.

Quando questionado sobre o possível uso criminoso do gadget, McAfee disse: "Claro que ele será usado para fins nefastos, assim como o telefone é usado para fins nefastos". Sobre a possibilidade de o dispositivo ser proibido nos Estados Unidos, ele diz que vai simplesmente "vendê-lo na Inglaterra, Japão e no Terceiro Mundo".

Apesar de McAfee afirmar ter desenvolvido um tipo de criptografia exclusivo que a NSA não vai invadir, ele também disse que o principal uso do dispositivo pode estar dentro de campus de universidades nos Estados Unidos. O aparelho pode ser amplamente utilizado para compartilhar arquivos em faculdades, o que dificulta o trabalho das autoridades policiais. No site oficial do D-Central existe uma contagem regressiva que termina em 173 dias, que é provavelmente o dia em que saberemos mais detalhes sobre a novidade.

A entrevista completa com John McAfee pode ser vista no vídeo abaixo (em inglês). Ele começa a falar sobre o projeto do D-Central por volta dos 24:22.

Leia também: John McAfee quer fazer uma internet "impossível de hackear"

Fonte: The Verge