Enquanto não temos teletransporte, ficamos com a telepresença

Por Redação | 18.03.2013 às 09:20

Por enquanto, o teletransporte ainda é algo fora da nossa realidade, mas em compensação a telepresença é um negócio em expansão. Redes sem fio de alta velocidade já permitem que muita gente consiga realizar atividades remotas, como reuniões, por exemplo. Pensando em fugir das pequenas telas e aumentar a sensação de presença, a empresa Suitable Technologies criou o

Beam

, que é capaz de fornecer uma experiência de telepresença de alta fidelidade.

Durante o festival norte-americano South by Southwest (ou simplesmente SXSW), que aconteceu entre 8 e 17 de março no Texas, EUA, a empresa desfilou sua tecnologia capaz de levar a presença física de alguém para qualquer parte do mundo, sem que ela saia do aconchego do seu lar.

Uma tela de 17 polegadas permite simular o tamanho real do rosto humano, enquanto a estrutura possui 1,58m de altura para dar a sensação do comprimento do corpo humano. O cérebro da máquina é um Intel Core i3 de 1.3GHz, capaz de se mover graças a uma dupla de motores elétricos impulsionados por uma bateria de carro integrada e a velocidade máxima que o dispositivo de presença remota pode atingir é de 1,5m/s.

Beam

Imagem: Reprodução / Suitable Technologies

Duas câmeras HD grande angular permitem uma consciência visual completa. Seis microfones matriz com redução de ruído e cancelamento de eco oferecem um áudio completo e de qualidade, enquanto um poderoso alto-falante embutido permite que um usuário ouça o outro.

A conectividade acontece por meio de quatro antenas WiFi (duas de 2,4 GHz e duas de 5GHz) para garantir uma conexão sólida em todos os momentos. O Beam já está disponível no mercado e custa US$ 16 mil (cerca de R$ 32 mil).