Casas modernas: apps controlam tudo em volta, de janelas a eletrodomésticos

Por Redação | 02 de Dezembro de 2012 às 14h27
Wall Street Journal

Que tal controlar e monitorar toda a sua casa através de um simples app? Empresas norte-americanas iniciaram a criação de sistemas para casas inteligentes que podem ser controlados através de aplicativos para dispositivos iOS ou Android. As informações são do jornal The Wall Street Journal.

Savan Kotecha, compositor e produtor vocal no programa 'The X Factor', gastou US$ 80 mil (R$ 167 mil) para modernizar e equipar sua casa em Hollywood, Califórnia. Como um bom applemaníaco, Kotecha afirmou que utiliza um único aplicativo em seu iPad, desenvolvido pela Creston, para controlar toda a sua casa. "Valeu muito a pena", ressaltou o compositor que ainda afirmou que tem planos de acrescentar outros recursos tecnológicos em sua residência.

A concorrência entre empresas de automação de casas se tornou acirrada nos últimos dois ou três anos, assim como o mercado de smartphones e tablets também tem avançado. Todas as companhias especializadas em automação desenvolvem aplicativos para dispositivos móveis, já que, segundo a Custom Electronic Design and Installation Association (Cedia), nove em cada dez proprietários de casas nos Estados Unidos utilizam algum modelo de smartphone ou tablet.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Automação casas

Reprodução: The Wall Street Journal

Os dispositivos da Apple também são os dominantes neste setor, com 87% dos proprietários de casas automatizadas utilizando pelo menos um aparelho da empresa de Cupertino. Tanto que empresas como a Savant Systems tornaram o iPhone e o iPad a espinha dorsal do seu sistema de controle remoto.

Entre os recursos automatizados disponíveis através de aplicativos estão a possibilidade do usuário alimentar seu peixinho ou gato, controlar o circuito de câmeras de segurança noturnas e até identificar se um morador idoso ou deficiente sofreu alguma queda dentro de casa e avisar o responsável ou até solicitar o envio de uma ambulância ao local.

O sistema também ajuda os moradores em casos de acidentes graves como, por exemplo, um incêndio, e pode ser programado para desligar equipamentos como ar condicionado, luzes e outros eletrônicos, deixando apenas uma luz para que o morador encontre uma passagem segura para fora da casa.

Além dos aplicativos, os sistemas de ativação por comandos de voz e sensores de movimento também são a próxima tendência no setor de automação, permitindo que os moradores abram as cortinas da sala com apenas um movimento de mãos e com reconhecimento facial, ou façam com que a televisão ative as preferências de cada morador, por exemplo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.