Bruce Willis quer que seus filhos tenham direito legal sobre seus downloads

Por Redação | 03 de Setembro de 2012 às 16h45

O ator Bruce Willis, de 57 anos, quer que seus filhos tenham direitos legais sobre cada músicas que baixou da internet, mesmo depois de sua morte. Para isso, ele pretende processar a Apple devido às regras do iTunes, em que os usuários recebem as músicas mediante a um "empréstimo".

Quando o usuário compra uma música no iTunes, ele não está na verdade a adquirindo. O usuário está adquirindo apenas o direito de ouvir determinada música. Segundo o The Sun, por alguma razão, o ator quer deixar seus milhares de tocadores de MP3 recheados com muitas músicas para seus quatro filhos depois de sua morte.

Willis ainda está apoiando, em alguns estados norte-americanos, movimentos legais que garantem às pessoas mais direitos sobre o conteúdo baixado.

De acordo com o The Next Web, quando algum usuário falece, as músicas baixadas através do serviço da Apple perdem seu valor e, com base nos Termos e Condições da loja, a licença de uso do conteúdo baixado é intransferível, ou seja, não pode ser fornecida ou deixada legalmente para outra pessoa.

iTunes

Os termos de uso do iTunes definem que a licença das músicas é intransferível

Assim como a Apple, a Amazon também possui a mesma regra em seus termos de uso de serviço de download. Vale ressaltar que poucas pessoas têm paciência para ler todos os termos do contrato de uso de algum serviço na internet.

Resta saber se Bruce Willis realmente terá disposição para enfrentar a gigante da tecnologia em uma disputa pelos direitos legais do conteúdo que baixou durante toda sua vida.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.