Análise: Seagate backup, seu primeiro dispositivo thunderbolt

Por Pedro Cipoli
photo_camera gvlinares / canaltech

Suportando velocidades máximas de transferência de até 10 Gbps em dois canais (totalizando 20 Gbps), o thunderbolt pode ser chamado de tudo, menos de lento. Mas essa velocidade tem um preço: diferentemente do que acontece com portas USB, o thunderbolt ainda é bastante restrito com uma quantidade muito pequena de equipamentos que suportam esse tipo de conexão. Não é como um pendrive que você pode ter a certeza que ele será compatível em qualquer lugar que tenha um computador.

Mas para quem quer performance acima de tudo (e pode pagar por isso), ele ainda é uma das melhores soluções que temos, em especial para quem costuma manipular grandes quantidades de dados e não quer ver gargalo em lugar nenhum (como editores de vídeo, por exemplo). Para esses usuários em especial há uma boa opção para começar a usar a tecnologia: a unidade de backup thunderbolt Seagate que chegou para testes aqui no Canaltech. Junto com a unidade em si, a Seagate nos enviou dois HDs externos para que pudéssemos realizar os testes - o que foi ótimo, pois assim podemos começar dizendo que se você quer usar uma conexão thunderbolt com um HD, estará jogando dinheiro fora.

Configuração de testes

  • Mac mini geração 2011 equipado com o Mac OS X Lion 10.7
  • Processador: Intel Core i5 de segunda geração dual-core de 2,3 Ghz
  • 8 GB de memória RAM em dual channel rodando a 1333 Mhz
  • HD primário de 500 GB 5400 rpm

Simples assim. Como veremos nos testes abaixo, a velocidade máxima que um disco rígido moderno, seja externo ou interno, pode ler e escrever dados não passa de 112 MB/s, então qual é a utilidade de uma conexão thunderbolt nesse caso? Nenhuma, pois não importa o quanto a conexão é capaz de transferir, mas sim a capacidade de leitura/escrita que o local onde os dados serão armazenados possui. Em nossos testes com o mesmo HD externo conectado a uma porta USB 3.0, as velocidades alcançadas são as mesmas.

DiskSpeedTest - BlackImageDesign - HD Externo Seag

Outro ponto importante é que raros são os computadores que suportam o thunderbolt, ficando restritos basicamente às gerações mais recentes de Macs e começando a engatinhar nos novos modelos de Ultrabooks top de linha. Supondo que você seja um desses usuários, junto com a unidade de backup e o cabo thunderbolt vendido separadamente (o modelo que recebemos vem com um cabo de 2m da Apple, vendido atualmente por R$ 149,00), recomendamos fortemente a aquisição de uma unidade SSD de alto desempenho.

A Kingston gentilmente nos enviou um SSD para demonstrarmos esse fato. É o mesmo HyperX 3K de 90 GB que testamos há algum tempo aqui no Canaltech. O modelo se mostrou capaz de alcançar velocidade de transferência de até 500 MB/s, mantendo uma média de 400 MB/s tanto de leitura quanto de escrita. Mesmo assim, não é uma taxa suficientemente grande para bater a capacidade máxima do thunderbolt, então o valor alcançado nos testes não poderia ficar abaixo disso, certo?

DiskSpeedTest - BlackImageDesign - SSD Kingston Hy

Formatamos o SSD como Mac Extended e, conforme esperávamos, os resultados HyperX 3k foram semelhantes ao que teríamos se ele estivesse instalado em uma porta SATA III, mostrando que o uso de um HD convencional subutilizaria a capacidade da unidade thunderbolt.

Conclusão

O modelo que testamos incluía a unidade de backup thunderbolt e um HD externo de 500 GB, conjunto que tem o preço sugerido de R$ 409. Há também a opção que traz um HD de 1 TB com um preço sugerido de R$ 519, lembrando que junto com qualquer um dos conjuntos é necessário adquirir separadamente um cabo thunderbolt. Como dissemos, recebemos um de 2 metros vendido na Apple Store que custa módicos R$ 149.

Isso faz com que o conjunto básico não saia por menos de R$ 558, mas será que vale a pena? Bem, a reposta não é tão simples quanto parece. Usuários que possuem máquina com conexão thunderbolt raramente a utilizam, já que o Apple Cinema Display é um dos únicos dispositivos a tirar vantagem dessa conexão. Por ser uma tecnologia nova, seu preço é alto e suas funcionalidade bastante limitada.

O púbico-alvo desse novo produto da Seagate acaba ficando reduzido às pessoas que querem finalmente fazer uso de sua porta Thunderbolt mesmo que o seu desempenho não seja superior ao de uma porta USB 3.0 quando utilizado com um HD convencional. Comprar um SSD para tirar vantagem da velocidade adicional encareceria bastante o produto, mas pelo menos eliminaria o gargalo de velocidade e faria com que a unidade de backup passasse a utilizar todo o potencial do thunderbolt.

Vantagens

  • Cumpre o que promete, sendo capaz de alcançar velocidades superiores a uma conexão USB 3.0
  • Fácil de instalar

Desvantagens

  • Preço alto e ainda muito pouco popular
  • O conjunto não inclui um cabo thunderbolt, que deve ser adquirido separadamente
Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.