Por problemas na Vila Olímpica, startup oferece ajuda à Prefeitura do Rio

Por Redação | 28 de Julho de 2016 às 21h04

Um dos assuntos mais comentados pela imprensa internacional nos últimos dias é a situação dos alojamentos na Vila Olímpica do Rio de Janeiro. Para quem não sabe, as instalações foram entregues aos atletas em péssimas condições, gerando insatisfação entre as delegações da Austrália, França, Japão, Suécia e outras, que recusaram a estadia no local.

Diante de toda a polêmica, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, tentou justificar o ocorrido: “Estava tudo pronto há três meses, mas saquearam apartamentos, roubaram ‘tudo’. Torneiras, privadas, chuveiros, tudo o que você pode imaginar. Você não tem noção. É inadmissível uma coisa dessas”.

Como se não pudesse piorar a situação, o Ministério do Trabalho realizou uma visita e registrou jornada de trabalho excessiva dos operários que estão encarregados de dar um jeito na situação. Assim, a prefeitura optou por contratar mais de 600 pessoas em caráter emergencial para resolver os problemas, o que talvez não seja suficiente com o pouco tempo disponível.

A partir do anúncio de Eduardo Paes, uma startup brasileira ofereceu ajuda. A GetNinjas, que conta com 200 mil profissionais em mais de 100 áreas, tem como objetivo conectar prestadores de serviço a clientes. Dessa forma, a ideia é que o Comitê possa detalhar as necessidades e comparar orçamentos diversos para realizar as reformas em tempo hábil.

Ainda não se sabe se a prefeitura aceitou o auxílio, mas com a capacidade da startup em oferecer profissionais disponíveis para atender a demandas variadas, parece uma boa solução para os problemas de Eduardo Paes apostar em uma empresa brasileira, concorda?

Fonte: StartSe

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.