Google I/O: Brillo, o Android para Internet das Coisas, chega ainda neste ano

Por Felipe Demartini | 28 de Maio de 2015 às 14h48

Confirmando um dos principais rumores do evento que acontece na tarde desta quinta-feira (28), o Google anunciou o Project Brillo, sua nova empreitada no mundo da Internet das Coisas. Basicamente, trata-se de uma versão extremamente básica da plataforma Android, capaz de rodar até mesmo nos dispositivos com hardware mais modesto, e capaz de garantir a conexão entre eles, smartphones e a internet.

Ainda em fase de desenvolvimento, o sistema foi exibido pela primeira vez no palco do Google I/O, evento da empresa voltado, justamente, para os produtores de software. E são eles que terão a chance de testar o sistema primeiro, já que, de acordo com a companhia, o Brillo deve dar as caras já no terceiro trimestre, inicialmente, apenas para quem faz parte do setor, com um lançamento final acontecendo depois.

A ideia, aqui, é semelhante à de boa parte das iniciativas voltadas à Internet das Coisas: o sonho de criar uma casa inteligente. Por meio de uma plataforma totalmente conectada, mas sem uma interface de usuário como aquelas com que estamos acostumados, os eletrodomésticos e outros equipamentos seriam capazes de aprender com os hábitos do usuário e trazer mais comodidade.

Project Brillo

Normalmente, temos ideias desse tipo aplicadas a termostatos, capazes de se ligarem sozinhos e adaptarem a temperatura da casa quando você está chegando do trabalho, e coisas do tipo, mas com o Brillo, o Google deseja ir além. A empresa pensa até mesmo em itens que não aparecem normalmente na lista de grandes destaques da Internet das Coisas, como campainhas, por exemplo.

Além disso, a integração com smartphones e tablets pode trazer possibilidades adicionais. Ao perceber que o usuário está iniciando os trabalhos em uma receita que encontrou na internet, o forno pode começar a se aquecer previamente para receber o prato ainda em preparação. E esse é apenas um dos exemplos citados no palco pela empresa.

Esta não é a primeira vez que o Google tenta abordar o mundo da Internet das Coisas – em 2011, a empresa anunciou o projeto Android@Home com pompa e circunstância, acabando por abandoná-lo mais tarde. Agora, porém, parece que é para valer, e como a casa inteligente é uma das grandes tendências para o futuro próximo, é bem provável que a coisa siga adiante agora.

Por enquanto, porém, as informações ainda são um pouco escassas. Não sabemos, por exemplo, quando o Brillo chegará em sua versão final, nem ouvimos falar sobre parcerias com fabricantes para que os primeiros produtos com a nova plataforma apareçam nas prateleiras.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!