Google I/O 2016: veja tudo o que foi anunciado no primeiro dia do evento

Por Joyce Macedo | 18.05.2016 às 18:27 - atualizado em 18.05.2016 às 21:08

Na tarde desta quarta-feira (18), Mountain View, na Califórnia, foi palco de mais um evento anual do Google para desenvolvedores, o Google I/O. Conforme esperado, a empresa apresentou diversas novidades, dentre elas algumas já esperadas.

Durante uma keynote com cerca de duas horas de duração, executivos do gigante da web se revezaram no palco para falar sobre diversos temas relacionadas às novas ferramentas e tecnologias do Google. Confira abaixo um resumo com os principais anúncios do dia.

Android N

Sem dúvidas, este era um dos assuntos mais aguardados do Google I/O deste ano. Hoje a empresa compartilhou alguns detalhes sobre o que está vindo na próxima versão do seu sistema operacional móvel, incluindo melhor desempenho gráfico, redução no consumo de bateria e armazenamento, notificações simplificadas, emojis atualizados, e assim por diante. Uma versão beta do Android N já está disponível para download, e a versão final chega dentro das próximas semanas.

Outro ponto que chamou a atenção foi o fato do Google ainda não ter escolhido o nome oficial do Android N, deixando essa missão para o público. Portanto, se você quiser ajudar a escolher o nome do sucessor do Marshmallow, é só entrar no site criado pela companhia para este fim e dar sua opinião.

Daydream

Confirmando rumores das últimas semanas, o Google lançou o Daydream, uma plataforma própria para realidade virtual mais robusta que o Cardboard. Aqui, o foco está em headsets voltados exclusivamente para smartphones que rodam Android.

Para garantir a melhor experiência ao usuário, o Google vai disponibilizar um recurso chamado Android VR Mode, que virá instalado no Android N. Games também farão parte do catálogo de programas compatíveis com o Draydream. Pelo menos dez desenvolvedoras já foram confirmadas, entre elas a Ubisoft e a Electronic Arts.

Google Assistant

O Google aprimorou o seu famoso recurso chamado Now e agora apresentou ao mundo o chamado Google Assistant. Trata-se de uma assistente virtual aprimorada, com habilidades de conversação melhoradas, refinamento de resultados e a capacidade de "prever" as consultas dos usuários por meio de um contexto específico.

Por ora, a novidade estará disponível apenas em inglês (americano e indiano), mas novos idiomas serão adicionados durante o ano. Aqui no Brasil, o Allo estará disponível normalmente, mas sem localização para o português).

Google Home

O Google Home veio para concorrer com produtos como o Amazon Echo. Trata-se de um dispositivo que usa os recursos de voz do novo Assistant para comandar casas inteligentes. O morador conversa com o produto, que, por sua vez, é capaz de tocar músicas pelo Play Music ou Spotify, assistir a vídeos no YouTube — com a possibilidade de enviar esses clipes para uma televisão —, regular a temperatura interna da residência por meio do termostato Nest ou até mesmo solicitar um carro pelo Uber.

O dispositivo ainda não possui data de lançamento ou preço, mas espera-se que ele comece a ser comercializado ainda neste ano.

Allo e Duo

No segmento de comunicação, o Google apresentou duas novidades. A primeira, chamada Allo, é um novo aplicativo para troca de mensagens que trabalha em parceria com o Assistant para que o usuário possa interagir diretamente com o assistente virtual durante suas conversas no mensageiro. Se você estiver planejando uma viagem com seus amigos, por exemplo, pode pedir que o Assistant sugira restaurantes próximos ao seu local — tudo sem sair do bate-papo. Respostas inteligentes e automáticas, emojis e outros recursos também ajudam a tornar as conversas mais práticas e divertidas.

Já o Duo é um aplicativo integrado que permite a realização de videochamadas mais rápidas e seguras, mesmo em redes mais lentas. Um detalhe interessante é o fato do app mostrar um vídeo ao vivo do autor da chamada antes mesmo que você a atenda.

Aliás, ambos contarão com suporte a 78 idiomas, incluindo o português. A localização para o Brasil deve chegar entre junho e setembro.

Google Allo

Android Wear 2.0

O Google também aproveitou a abertura do evento para dar uma prévia do Android Wear 2.0. O update do sistema operacional para dispositivos vestíveis vai trazer, entre outras coisas, uma experiência de usuário melhorada. Aplicativos independentes poderão ser usados sem a ajuda de um smartphone, por exemplo.

A previsão de lançamento do Android Wear 2.0 é para setembro, mas ainda não há previsão de quais wearables o suportarão.

Android Studio 2.2

Uma novidade que pegou alguns desenvolvedores de surpresa foi o lançamento da versão 2.2 do Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE) para dispositivos móveis do Google. O preview do Android Studio 2.2 já está disponível para download e traz algumas novidades para quem deseja desenvolver aplicativos para a plataforma Android.

Firebase

Outro ponto focado diretamente nos desenvolvedores foi o anúncio de que o Firebase é a nova aposta do Google para sua plataforma móvel unificada. Agora, o Firebase passa a integrar as outras ferramentas em nuvem do gigante e, sem perder as antigas funções, passa a absorver várias ferramentas de desenvolvimento, como o Google Cloud Messaging.

Números do Google

Como já é de costume, o Google aproveitou o primeiro dia do seu evento anual para divulgar algumas estatísticas interessantes sobre seus serviços e produtos. Veja alguns desses números:

  • 200 milhões de pessoas por mês estão usando o Google Fotos;
  • 50% das pesquisas do motor de busca da empresa vêm de smartphones;
  • 25% das pesquisas são realizadas por voz;
  • 25 milhões de dispositivos Chromecast já foram vendidos;
  • 65 bilhões de downloads de aplicativos já foram realizados na Play Store;
  • Mais de 600 modelos de smartphones Android foram lançados este ano;
  • Android Wear já é usado por 12 parceiros do Google;
  • Mais de 1 milhão de pessoas usa o Chrome em dispositivos móveis todos os meses;
  • 72 novos emoticons foram lançados pela empresa, incluindo aqueles que representam mulheres trabalhadoras;
  • 50 milhões de downloads do aplicativo Cardboard já foram realizados desde que a plataforma de realidade virtual foi lançada, há dois anos.