Google I/O 2016: empresa anuncia plataforma de realidade virtual Daydream

Por Redação | 18 de Maio de 2016 às 16h17
Tudo sobre

Google

Confirmando rumores das últimas semanas, o Google lançou nesta quarta-feira (18) o Daydream, uma plataforma própria para realidade virtual e que é mais robusta que o Cardboard. Só que o conceito do produto é um pouco diferente daquilo que era especulado.

O Daydream abraça tanto o hardware quanto o software da tecnologia de RV, com a diferença de que, ao contrário de outros dispositivos da categoria — como o HTC Vive e o Rift —, o foco está em headsets voltados exclusivamente para smartphones rodando Android.

Neste caso, bastará ter um aparelho rodando o Android N, que já virá de fábrica com um modo dedicado à RV, e acoplar um headset da linha Daydream diretamente no celular. Esse gadget em questão será melhor que o Cardboard, pois terá fones de ouvido, menos latência nos conteúdos exibidos e mais alinhamento das imagens com base nos movimentos da sua cabeça. Haverá ainda um pequeno controle remoto semelhante ao Wii Remote para efetuar comandos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A plataforma ganhará seus primeiros passos com a chegada de novos telefones high-ends equipados com o Android N — diferente do Cardboard, apenas smartphones com sensores específicos vão suportar a novidade. A ideia da gigante das buscas é que, assim como o robô verde se tornou o sistema operacional mais usado no mundo, o Daydream seja o padrão dominante da realidade virtual no mundo mobile, uma vez que a tecnologia ainda não está acessível para todos por conta dos preços elevados.

Para garantir a melhor experiência ao usuário, o Google vai disponibilizar um recurso chamado Android VR Mode, que virá instalado no Android N. Essa função poderá ser acessada em qualquer aparelho com o novo sistema, até os mais antigos. No entanto, se o app detectar que o dispositivo em questão não atende alguns requisitos mínimos, o modo VR será encerrado automaticamente.

Inicialmente, o Google vai produzir por conta própria os headsets do Daydream. Estes serão inclusos em pacotes do Nexus 6P que vão custar US$ 499 nos Estados Unidos. No futuro, o acessório fará parte de bundles fabricados por outras empresas que já fecharam parceria, incluindo Samsung, HTC, LG, Huawei, Alcatel, ZTE, Xiaomi e Asus — todas já se comprometeram em lançar novos smartphones com suporte à tecnologia.

Quanto ao conteúdo, o Daydream terá versões dos principais serviços do Google, como o Photos, Street View, Play Movies e YouTube. Outros softwares parceiros que também ganharão versões para a plataforma são Netflix, Hulu, HBO, IMAX, Lionsgate, MLB, NBA, o canal de notícias CNN e os jornais The New York Times e The Wall Street Journal.

Games também farão parte do catálogo de programas compatíveis com o Draydream. Pelo menos dez desenvolvedoras já foram confirmadas, entre elas a Ubisoft e a Electronic Arts.

O Google não revelou quando os primeiros dispositivos com a tecnologia do Daydream chegarão ao mercado.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.